Mirassol-SP 4 x 0 Altos-PI - Leão amassa e se aproxima da final da Série D!

Equipe paulista faz primeiro tempo perfeito, não dá chance aos piauienses e coloca um pé e meio na decisão

Publicado em .

Equipe paulista faz primeiro tempo perfeito, não dá chance aos piauienses e coloca um pé e meio na decisão

Mirassol, SP, 17 (AFI) - O Mirassol ficou muito perto da final do Campeonato Brasileiro da Série D. Neste domingo (17), a equipe paulista goleou o Altos-PI por 4 a 0, no estádio José Maria de Campos Maia, pelo jogo de ida da semifinal da quarta divisão nacional.

Com o resultado, o Mirassol pode perder por até três gols na volta que ainda assim avança para a decisão. O Altos-PI precisa vencer por cinco gols de diferença para avançar no tempo normal ou por quatro gols de diferença para forçar as penalidades.

A volta está marcada para o dia 24 de janeiro, às 15h45, no estádio Felipão, em Altos, interior do Piauí. Quem passar enfrenta na final da Série D o vencedor do confronto entre Novorizontino e Floresta-CE, que empataram em 1 a 1 na ida, no último sábado.

VEJA OS GOLS E MELHORES MOMENTOS

AMASSOU

Invicto e com ótimo aproveitamento em casa, o Mirassol mostrou que queria fazer valer sua força como mandante. Os paulistas ditaram o ritmo do jogo desde o início e imprimiam grande velocidade. Aos cinco minutos, Netto colocou na frente e foi parado apenas com falta já dentro da área. O árbitro assinalou a penalidade, cobrada e convertida por Fabrício Daniel, artilheiro da equipe na Série D com dez gols.

O Mirassol continuou pressionando e pouco depois o lateral-direito Vinícius Baracioli cruzou, a zaga afastou mal, jogando no pé de Rafael Tavares. Com muita categoria, o meia bateu de chapa no ângulo para ampliar aos 12 minutos.

Mirassol goleou o Altos-PI (Foto: Marcos Freitas/Ag. Mirassol)
Mirassol goleou o Altos-PI (Foto: Marcos Freitas/Ag. Mirassol)

A equipe da casa não diminuía o ritmo. Aos 13 minutos, Moraes bateu e o goleiro Marcelo defendeu à queima roupa. Um minuto depois, Fabrício Daniel cruzou na medida para João Carlos, que cabeceou forte e o arqueiro piauiense operou milagre. Aos 15, Marcelo apareceria de novo em chute de Netto.

SEM RESPIRO

O amplo domínio do Mirassol deixava o Altos-PI completamente rendido na partida, sem qualquer chance de reação. Os paulistas controlavam a posse de bola e encontravam espaços para a troca de passes. Em lançamento longo, João Carlos saiu na dividida com Marcelo, a bola bateu em seu corpo e o atacante ficou com o gol aberto para ampliar aos 30 minutos.

Dez minutos depois, o Mirassol roubou bola no campo de ataque e Fabrício Daniel carimbou a trave. Na sequência da jogada, Vinícius Baracioli deu carrinho por trás em Manoel e recebeu cartão vermelho direto.

Mesmo com um homem a menos, o Mirassol ainda faria o quarto. Netto passou pelo goleiro, bateu na trave e João Carlos chegou para completar aos 42 minutos. Na única chance do Altos-PI na primeira etapa, Manoel fez jogada individual, bateu forte e Felipe Lacerda defendeu com rebote, afastado pela defesa paulista.

TAPINHA GOSTOSO: Após gol, comemoração do Mirassol com tapinhas na cabeça
TAPINHA GOSTOSO: Após gol, comemoração do Mirassol com tapinhas na cabeça

ETAPA FINAL

Com um homem a menos e com a grande vantagem construída, o Mirassol recuou no segundo tempo e deu campo ao Altos-PI, que cresceu na partida. Aos sete minutos, Manoel conduziu, arriscou de fora e mandou com perigo.

Aos 14, Netinho recebeu na área, limpou a marcação e mandou no travessão. O Mirassol passou a tentar explorar os contra-ataques. Em um deles, Fabrício Daniel recebeu em profundidade, tirou o goleiro e, com o gol aberto, mandou para fora.

A equipe piauiense era melhor na etapa final e tinha a posse de bola, mas encontrava dificuldade em entrar na defesa do Mirassol. Aos 38 minutos, Manoel arriscou de fora da área novamente e a bola explodiu no travessão na última chance do jogo.