Cruzeiro não suporta pressão e demite Enderson Moreira do cargo de treinador

A decisão foi tomada um dia após o empate diante do CRB, na última rodada da Série B

Publicado em .

A decisão foi tomada um dia após o empate diante do CRB, na última rodada da Série B

Belo Horizonte, MG, 08 (AFI) - O técnico Enderson Moreira não resistiu à péssima campanha do Cruzeiro na Série B do Campeonato Brasileiro e acabou demitido nesta terça-feira. O estopim para a dispensa foi mais um tropeço em casa, desta vez o empate por 1 a 1 diante do CRB, na noite de segunda, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela oitava rodada.

O clube chegou ao quinto jogo seguido sem vitórias na Série B e, com cinco pontos somados, ocupa o 16.° lugar, podendo dormir na zona de rebaixamento caso o Figueirense pontue diante do Cuiabá nesta terça-feira, em Cuiabá.

A equipe mineira iniciou a competição com um saldo negativo de seis pontos por causa de punição da Fifa - não pagamento do empréstimo do volante Denílson, em 2016. Mas foi logo passando a impressão que não passaria tanto sufoco para lutar pelo retorno à elite nacional ganhando seus três primeiros jogos, mesmo não apresentando um futebol convincente.

Enderson Moreira é demitido do Cruzeiro
Enderson Moreira é demitido do Cruzeiro

A série de triunfos, entretanto, parou por ali. Vieram os cinco jogos sem vitórias na Série B, com três derrotas e dois empates, além da eliminação na Copa do Brasil (também diante do CRB) e a situação de Enderson Moreira ficou insustentável. Preocupados com o futuro do clube - a meta é subir ainda nessa edição -, os dirigentes optaram por dispensá-lo.

"O Cruzeiro Esporte Clube informa que, após reunião realizada na manhã desta terça-feira, foi decidido que Enderson Moreira não seguirá no cargo de treinador da equipe de futebol profissional", informou o clube em suas redes sociais.

NÚMEROS
Nada, porém, de desmerecer o trabalho de Enderson Moreira, comandante do Cruzeiro desde março. Foram 12 jogos no comando do time com seis vitórias, três empates e três derrotas. "O Clube agradece ao técnico e sua comissão pelos trabalhos prestados e pelo profissionalismo demonstrado nós últimos meses, e deseja sorte aos profissionais e seus projetos futuros".

Após o empate contra o CRB, Enderson Moreira mostrou-se chateado e decepcionado com a queda de produção do time e reclamou muito da falta de regularidade e consistência. O técnico deu razão às cobranças da torcida e pediu que o Cruzeiro "entrasse na competição o quanto antes, de corpo e alma". Essa tarefa caberá ao novo treinador.

A direção do Cruzeiro promete trabalhar rápido para acertar com seu terceiro comandante na temporada de 2020. Começou o ano com Adílson Batista, antes de contratar Enderson Moreira.