Paulista A2: Ídolo do São Caetano avalia primeiros passos como diretor

“Essa nova experiência é na realidade a sequência de um trabalho que eu venho fazendo no decorrer da minha carreira"

Publicado em .

“Essa nova experiência é na realidade a sequência de um trabalho que eu venho fazendo no decorrer da minha carreira"

São Caetano do Sul, SP, 13 (AFI) - Fundamental em acessos e títulos conquistados pelo São Caetano no passado, Marcio Griggio lida agora com novos desafios no clube, que tanto honrou durante os seus tempos de jogador profissional.

DIRETOR EXECUTIVO

Ocupando a função de diretor executivo, o ídolo azulino trabalha ao lado de Carlos Silva (administrador de futebol) para que as coisas ocorram da melhor forma possível e, assim, proporcionar que os desejados resultados no campo possam acontecer.

Diante disso, Griggio explica que ocupar um cargo na direção do São Caetano é consequência das vivências que acumulou ao longo dos anos pelo mundo da bola.

“Essa nova experiência é na realidade a sequência de um trabalho que eu venho fazendo no decorrer da minha carreira. Já trabalhei no XV de Jaú, em 2010, como diretor executivo, organizando as categorias de base e depois no profissional. Por isso, é importante enriquecer o conhecimento, lendo muito, estudando e acompanhando grandes profissionais”, disse antes de completar.

“Isso tudo foi importante para tentar implantar o meu trabalho aqui também. Clube pelo qual tenho muito carinho, com vários momentos felizes. Tenho grande orgulho de fazer parte dessa direção”, contou.

Foto: Fabrício Cortinove
Foto: Fabrício Cortinove
DESAFIOS

Marcio Griggio realizou 106 jogos e marcou 25 gols pelo São Caetano, tornando-se dessa forma o 10º principal artilheiro do clube. Ainda no Azulão foi técnico na base e dirigiu nomes como Matheus Henrique (Grêmio) e Nonato (Internacional) na principal participação do time na Copa São Paulo (2015), quando o Pequeno Gigante chegou às quartas de final.

Com vasto conhecimento sobre o time que atua no Anacleto Campanella, o diretor executivo ainda destaca quais são os principais obstáculos que precisam ser superados ao exercer esta função.

“A complexidade traz os desafios. Cada dia tem uma situação diferente e você precisa ter um jogo de cintura muito grande para direcionar as coisas da melhor forma possível. Nada é fácil, precisamos nos dedicar. Mas a complexidade disso tudo é que faz com que a gente crie alternativas. Ao mesmo tempo que existem as dificuldades, existe também o gosto de saber que as coisas estão dando certo. Saber que o direcionamento foi dado da forma correta, e isso é muito importante”, afirmou.

TRABALHO EM DESENVOLVIMENTO

Por fim, Marcio Griggio ainda analisou o andamento do trabalho que está sendo feito pelo São Caetano para a sequência da temporada.

“Estou gostando muito do que estou vendo. Estamos fazendo um trabalho bacana. Sem qualquer tipo de vaidade, algo que prejudica muito. Todo mundo está engajado em fazer bom trabalho, em dividir as funções. Isso está sendo importante e acredito que vamos conseguir grandes vitórias para alcançar os nossos objetivos”, concluiu.