Bahia 1 x 1 Vasco - VAR atrapalha no primeiro tempo e empate caiu bem na Fonte Nova

Dois lances polêmicos no primeiro tempo quase atrapalharam o jogo, que terminou sob vaias da torcida do Tricolor

Publicado em .

Dois lances polêmicos no primeiro tempo quase atrapalharam o jogo, que terminou sob vaias da torcida do Tricolor

Salvador, BA, 5 (AFI) - Apesar do VAR, tudo terminou bem. Num jogo marcado pelas interferências do VAR – árbitro de vídeo – Bahia e Vasco empataram por 1 a 1, nesta quinta-feira à noite na Fonte Nova, em Salvador (BA), pela 37.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

No primeiro tempo, o time carioca teve um pênalti marcado e anulado após consulta, enquanto o Bahia só ganhou um pênalti a seu favor após verificação da arbitragem. Gilberto converteu para o Bahia, enquanto o Vasco só empatou na parte final do jogo com Marrony.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS !

VAIAS MERECIDAS
Classificados para disputar a Copa Sul-Americana, o Bahia se despediu da sua torcida com 49 pontos, em 11.º lugar, debaixo de vaias por não vencer há oito jogos em casa. O Vasco, com 48 pontos, é o 13.º. Na rodada final, domingo à tarde, o Vasco recebe em São Januário a rebaixada Chapecoense, enquanto o Bahia vai até a Arena Castelão para enfrentar o Fortaleza.

Sem ter a pressão natural da torcida vista nos últimos jogos, o Bahia iniciou o jogo bem tranquilo, armado no 4-3-3 e tentando bem os avanços pelas laterais, principalmente com Nino Paraíba pelo lado direito. A pressão empurrou o Vasco para seu campo defensivo, sem força para ir à frente.

CHANCE E POLÊMICAS
A primeira chance real de gol saiu aos 23 minutos, após passe diagonal de Artur para Gilberto. O atacante tirou do goleiro Fernando Miguel que fez o abafa, mesmo assim teve que torcer para a bola não entrar. Lentamente ela saiu perto da sua trave direita.

Mesmo tendo Yago Pikachu mais livre, atuando no meio-campo, o Vasco pouco chegou ao ataque. Mas teve um pênalti marcado a seu favor e depois cancelado após verificação no VAR.

Raul entrou na área e foi tocado embaixo por Moisés, com o árbitro mineiro, Felipe Fernandes de Lima, apontado a marca do pênalti com muita convicção. Chamado para analisar o lance pelas imagens do VAR, o árbitro voltou atrás. Isso aos 30 minutos.

VAR DE NOVO...
Quem determinou a abertura do placar também foi o VAR. Aos 40 minutos, Ricardo Graça levantou o pé e atingiu a cabeça de Gilberto com a sola do pé. O lance seguiu, mas o árbitro novamente acabou acionado para ver as imagens. Ele marcou a penalidade e ainda expulsou o zagueiro vascaíno, gerando muitos protestos.

Enquanto a consulta era feita, o atacante Gilberto era atendido fora do gramado com sangramento na cabeça. Com uma toca azul na cabeça e com uma camisa limpa ele voltou a campo para bater o pênalti. Enquanto o goleiro Fernando Miguel arriscou o canto esquerdo, a bola entrou no lado direito. O chute saiu forte e rasgou a rede. Gol do time da casa aos 44 minutos.

LUXA CONSERTOU BEM
Na volta do intervalo, Vanderlei Luxemburgo apresentou duas mudanças para reorganizar seu time. Colocou dois meias, Fellipe Bastos e Marcos Júnior, respectivamente para as saídas do lateral Raul Cáceres e do atacante Ribamar.

Com isso, Pikachu passou a atuar como lateral, houve uma maior concentração de jogadores no meio-campo e o time carioca passou a atuar apenas com Marrony no ataque.

O time baiano começou, de novo, na pressão. E quase ampliou aos quatro minutos, num chute forte e de fora da área de Flávio. A bola explodiu no travessão. Aos, poucos, porém, o Vasco acertou a marcação e equilibrou as ações, porém, sem força ofensiva. A alternativa foi arriscar chutes de longa distância.

Arthur Caíke foi expulso e atrapalhou Bahia
Arthur Caíke foi expulso e atrapalhou Bahia

BANHO MARIA E CASTIGO
O Bahia se acomodou em campo, praticamente desistindo de atacar. Com isso, deixou o Vasco à vontade. Aos 36 minutos, o time da casa ficou sem Arthur Caíke, expulso após receber o segundo amarelo. Três minutos depois, o Vasco empatou.

Na única jogada bem feita no ataque, o Vasco chegou ao empate. Gabriel Pec invadiu a área pelo lado esquerdo e tocou para trás para o chute colocado de Marrony.

Tudo igual aos 39 minutos. Um castigo merecido para o Bahia que tentou levar o jogo no ‘banho maria’.

ÚLTIMA CHANCE
Aos 49 minutos, na única oportunidade de marcar, Fernandão chutou no alto e Fernando Miguel espalmou, garantindo o empate para o Vasco.