Série C: Emocionado, João Brigatti enaltece elenco e torcedores do Sampaio Corrêa

Apesar do vice-campeonato, Bolívia Querida carimbou passaporte para disputar a segunda divisão nacional em 2020

Publicado em .

Apesar do vice-campeonato, Bolívia Querida carimbou passaporte para disputar a segunda divisão nacional em 2020

São Luís, MA, 07 (AFI) - O Sampaio Corrêa realizou grande jogo diante do Náutico na final da Série C do Campeonato Brasileiro.

Com ímpeto ofensivo, seguindo à risca a proposta do técnico João Brigatti, o Bolívia Querida foi quem buscou o gol a todo instante e conseguiu ficar à frente do marcador em duas oportunidades, mas esbarrou na excelente atuação do goleiro Jefferson, com pelo menos quatro defesas difíceis e de duas bolas na trave.

Como consequência, o time maranhense não passou de empate em 2 a 2 no Estádio Castelão, que recebeu quase 30 mil pagantes, e viu o Timbu sagrar-se campeão nacional pela primeira vez na história.

Brigatti assumiu Sampaio Corrêa no segundo turno da Série C e conquistou acesso - Elias Auê / Sampaio Corrêa
Brigatti assumiu Sampaio Corrêa no segundo turno da Série C e conquistou acesso

Emocionado no apito final, o treinador caiu nas lágrimas e desabafou: "Esse é um grupo de guerreiros. Os nossos torcedores também são valentes. Eles nos apoiaram o tempo todo. Após a partida, nos aplaudiu. Os atletas mereciam o titulo por tudo que superaram na competição e pela boa atuação na decisão", comentou.

O Sampaio Corrêa dominou o Náutico e reclamou de, pelo menos, dois pênaltis não marcados pela arbitragem, além acertar a trave em duas oportunidades.

Os gols sofridos na sequência, fora dos planos da comissão técnica, afundaram o desejo de Brigatti coroar o acesso com o tetracampeonato nacional.

"Criamos várias oportunidades no ataque, mas o Jefferson fez quatro defesas. Isso também ajudou a definir o resultado. Apesar da perda do título, eu só tenho de agradecer ao presidente Sérgio Frota, aos atletas, aos funcionários do clube e, principalmente, aos torcedores. Eles nos abraçaram e, com pouco tempo de trabalho, já tenho grande identificação com os jogadores e a instituição", revelou o comandante tricolor.