Técnico que salvou o Criciúma assume o Londrina na Série B

Mazola Júnior foi contratado para substituir Cláudio Tencati no time paranaense

Publicado em .

Mazola Júnior foi contratado para substituir Cláudio Tencati no time paranaense

Londrina, PR, 29 (AFI) - O Londrina definiu o nome do seu novo técnico para a sequência da Série B do Brasileiro. Trata-se de Mazola Júnior que chega para substituir Cláudio Tencati, demitido após a derrota em casa por 1 a 0 para o Vila Nova na noite da última sexta-feira, pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

"Tenho confiança total na reação do Londrina”, afirmou o novo comandante alviceleste, em declaração publicada pelo twitter oficial do clube.

REUNIÃO E TRABALHO
Na verdade ele deixou Campinas de carro à tarde, com chegada prevista em Londrina por volta das 21 horas. Já iria ultimar e bater o martelo os detalhes com os dirigentes para começar o trabalho na segunda-feira.

"O Londrina é um grande clube, tem uma torcida entusiástica e está localizado numa das maiores cidades do Brasil. O time precisa corresponder a todo expectativa que colocam em cima dele" - resumiu Mazola.

Mazola Júnior foi contratado para substituir Cláudio Tencati no time paranaense
Mazola Júnior foi contratado para substituir Cláudio Tencati no time paranaense

TUBARÃO COMPLICADA
Ele pega o Londrina com 28 pontos na 15ª colocação, mais perto da zona de rebaixamento. O próximo adversário é o Cuiabá fora de casa, válido pela 26ª rodada.

O jogo será disputado no sábado, dia 5, na Arena Pantanal a partir das 19 horas.

HISTÓRICO
Mazola estava afastado do mercado após problema familiar.

O treinador, após comandar a Ponte Preta no início do Campeonato Paulista, ficou um mês em Portugal, onde também já foi atleta, em busca de novos conhecimentos.

O profissional de 54 anos está imerso ao mundo da Série B do Campeonato Brasileiro há oito anos.

BONS TRABALHOS E ACESSO NO SPORT
Há quatro temporadas, porém, tem conseguido emplacar bons trabalhos e alcançar os objetivos propostas - exemplo disso são os acessos com Sport Recife (2011) e Paysandu (2014).

O campineiro também foi responsável por estabilizar o CRB na segunda divisão nacional entre 2015 e 2017, além de salvar o Criciúma do rebaixamento no passado - quando assumiu o comando na época, o Tigre somava um ponto conquistado em 21 disputados. Mas seu maior feito aconteceu em 2011 com o acesso pelo Sport.