Copa América: Técnico japonês admite que empate com o Uruguai 'seria muito importante'

No jogo de estreia, o Japão adotou postura mais cautelosa e praticamente não ameaçou o gol chileno

por Agência Estado

São Paulo, SP, 19 - Após levar 4 a 0 do Chile em sua estreia na Copa América, o técnico da seleção japonesa, Hajime Moriyasu, admitiu nesta quarta-feira que um empate com o Uruguai "seria muito importante" para a sua equipe, que veio ao Brasil com uma formação mais jovem, de olho na Olimpíada de Tóquio, no próximo ano.

"Um empate também já seria muito importante para nós", reconheceu o treinador, que também enfatizou a importância de os japoneses não ficarem apenas se defendendo. "Seria um erro fazer isso desde o início e não atacar", ponderou Moriyasu, ciente de que precisa ao menos tentar surpreender os uruguaios.

No jogo de estreia, o Japão adotou postura mais cautelosa e praticamente não ameaçou o gol chileno. Como resultado, levou uma goleada. Desta vez, a equipe convidada desta Copa América espera fazer um duelo mais equilibrado, ainda que enfrente um dos principais cotados ao título.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
"Precisamos ter uma tomada de decisões mais rápida porque, quando articulamos uma jogada mais veloz, temos que tomar também decisões rápidos. Esta é a mensagem que quero passar aos meus jogadores", declarou o treinador.

TEM QUE VENCER
Moriyasu disse ainda que, apesar do tom de experiência dado pela sua seleção a esta Copa América, espera deixar a competição com ao menos uma vitória. "Esta Copa América não é apenas um ambiente para ganharmos experiência e evoluirmos. Não viemos apenas para aprender, mas também para triunfar", disse o técnico.

O confronto com os uruguaios será nesta quinta-feira, às 20 horas, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, na abertura da segunda rodada do Grupo C do torneio. Ainda sem pontuar, o time japonês ocupa o quarto e último lugar da chave neste momento.