Rincón mostra otimismo na Venezuela: 'Respeitamos a Argentina, mas não tememos'

Venezuela e Argentina se enfrentam na sexta-feira, às 16 horas, no Maracanã, pelas quartas de final

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 26 (AFI) - Se depender do otimismo do volante Tomás Rincón, a Venezuela vai surpreender a Argentina, nesta sexta-feira, às 16 horas, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pelas quartas de final da Copa América. Segundo o jogador do Torino, da Itália, é o momento de sua seleção "dar um salto de nível".

"Respeitamos a Argentina, mas não tememos", afirmou o jogador, nesta quarta-feira, em entrevista coletiva antes do treinamento. "Em alguns momentos nos consideraram como um time que estava em crescimento, mas acho que é chegado o momento de mudar esta realidade", afirmou.

Rincón aposta em um duelo difícil, mas está convencido de que a Venezuela pode vencer, afinal não perde para a Argentina há três confrontos. "No futebol atual, o mais importante é o trabalho coletivo e, além disso, sem dúvida, nosso time também tem talentos individuais que podem definir jogos".

O atleta relembrou do trabalho feito durante anos para aprimorar o futebol no país. "Vai ser uma linda partida. A Venezuela está hoje em uma outra realidade, após muito trabalho, sofrimento. Hoje podemos dizer que chegou o momento de assumir a responsabilidade se quisermos algo importante, algo grande", comentou.

Apesar de considerar Messi o melhor jogador do mundo, Rincón confia em um duelo entre "11 contra 11". "Enfrentaremos não apenas Messi, mas vários outros bons jogadores. Estamos concentrados na busca de conseguir mais coisas boas".

Rincón considera este grupo o mais forte desde o time que foi semifinalista da Copa América de 2011, quando alcançou seu melhor desempenho da história da competição. "São equipes diferentes, os jogadores possuem características diferentes, mas posso dizer que este elenco possui experiência e condições de obter bons resultados", completou.

Em caso de vitória sobre a Argentina, os venezuelanos vão enfrentar na semifinal o ganhador do duelo entre Brasil e Paraguai, que se enfrentam nesta quinta-feira, em Porto Alegre.