Édison Flores não se incomoda com a condição de zebra do Peru diante do Uruguai

As equipes se enfrentam nesse sábado, às 16 horas, na Fonte Nova, em Salvador

por Agência Estado

Salvador, BA, 26 (AFI) - A condição de zebra do Peru diante do Uruguai para o confronto deste sábado, às 16 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pelas quartas de final da Copa América, não incomoda o meio-campista Édison Flores. "Sempre as outras seleções são favoritas quando jogam contra o Peru, mas nós temos crescido muito, apesar de termos terminado mal a primeira fase", disse o atleta, referindo-se à goleada sofrida diante do Brasil por 5 a 0.

Flores afirmou que a partir de agora é uma nova competição e acredita que a seleção peruana vá realizar seu melhor jogo na competição continental diante dos uruguaios. "Vamos apresentar um boa versão de nossa equipe".

O peruano analisou o rival, que considera "forte e muito compacto". "Conhecemos muito bem o Uruguai. Temos de anular seus pontos fortes, dominar a bola e sair jogando em busca das alternativas ofensivas", afirmou.

Apesar de toda a confiança, Flores admite que a grande preocupação peruana é a disputa das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. "Estamos conscientes do que precisamos fazer. Nossa maior concentração está em conseguir a classificação para o Mundial".

O TIME
O técnico argentino Ricardo Gareca deverá fazer alterações na equipe, que poderá voltar a adotar a tática 4-2-3-1. Nesta quarta-feira, os jogadores treinaram pela manhã no estádio de Pituaçu, sob um calor de 28 graus.

Na zaga, Gareca pode colocar Carlos Zambrano e Ánderson Santamaría nos lugares de Luis Abram e Miguel Araújo. André Carrillo pode entrar no meio de campo, enquanto que Edison Flores vai ocupar a vaga de Jefferson Farfán, cortado por causa de uma lesão no joelho esquerdo. Paolo Guerrero fica mais à frente.

Nesta quinta-feira, a seleção peruana volta a treinar pela manhã, em Pituaçu, no penúltimo ensaio de Gareca para enfrentar o Uruguai.