Série B: Presidente revela que Vila Nova está em busca de reforços

Ecival Martins não deu prazo, mas disse que três jogadores devem chegar

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 23 (AFI) - O elenco do Vila Nova não está fechado para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série B. Em entrevista ao programa Toque de Primeira, da Rádio Sagres, o presidente Ecival Martins disse que diretoria está trabalhando em busca de reforços.

"Estamos em um trabalho de reestruturação do elenco e sabemos que precisamos de uns três jogadores para encorpar a equipe. Estamos consertando o carro com ele em movimento e não podemos sair do rumo", afirmou o mandatário.

Há uma semana, o experiente meia Danilo teve seu contrato rescindido pela diretoria. Por outro lado, o zagueiro Diego Jussani (ex-América-MG), o lateral-esquerdo Bruno Dip (ex-São Paulo) e o meia Gustavo Mosquito (ex-Corinthians) foram contratados.

O presidente Ecival Martins garantiu que o Vila Nova está buscando reforços (Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova)
O presidente Ecival Martins garantiu que o Vila Nova está buscando reforços (Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova)
O TIME!

Animado após ter conquistado a primeira vitória na Série B no último final de semana, quando bateu o até então líder Botafogo-SP, por 1 a 0, em Ribeirão Preto, o Vila Nova volta a campo nesta sexta-feira, contra o .

O técnico Eduardo Baptista ainda não definiu o time, mas uma mudança é certa. De volta após cumprir suspensão automátiva pela expulsão contra a Ponte Preta, o meia Alan Mineiro entra no lugar de Neto Moura ou Gustavo Mosquito. Na lateral esquerda, Hélder e Gastón disputam posição.

O provável Vila Nova é: Rafael Santo;, Jeferson, Wesley Matos, Diego Jussani e Hélder (Gastón); Joseph, Ramon, Neto Moura (Gustavo Mosquito) e Alan Mineiro; Bruno Mota e Richard.

MUDOU
Atendendo pedido do Vila Nova, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) antecipou o jogo contra o Londrina, pela sexta rodada da Série B, para o próximo dia 31, às 21h30, no Serra Dourada. A data inicial era no dia 1º de junho, às 16h.

O pedido da diretoria do Tigre foi feito devido ao jogo da final da Liga dos Campeões entre Liverpool e Tottenham.