Após escapar do rebaixamento na Série C, Celso Teixeira quer título pelo Treze

Celso Teixeira tenta levar Galo da Borborema ao título do Paraibano após oito anos

por Agência Futebol Interior

Campina Grande, PB, 18 (AFI) - Ao acertar a renovação de contrato com Celso Teixeira, a diretoria do Treze iniciou planejamento para montagem do elenco de olho em 2020, cujo objetivo é brigar pelo titulo do Campeonato Paraibano após amargar dois vices em 2013 e 2017.

A última boa campanha do Galo da Borborema no Estadual foi justamente sob comando do atual treinador, o qual assumiu o cargo em momento delicado e conseguiu engatar série de 11 jogos de invencibilidade - sete vitórias e quatro empates - até a final diante do Botafogo.

"Chegamos em momento delicado por ter a missão de engatar reação imediata. Felizmente, conseguimos, juntamente com o grupo de jogadores. Eles se abraçaram e alcançar ótima sequência até ir à final. Foram dois jogos disputados e, pela garra e determinação, merecíamos o título, não desmerecendo a conquista do adversário", comentou.

HEROICO

Celso Teixeira tem o carinho do torcedor e acertou retorno ao Treze nesta ano. Ele mostrou grande identificação com o clube para tentar missão quase impossível nas três rodadas finais da Série C do Campeonato Brasileiro.

Na época, o time de Campina Grande se viu obrigado a vencer três e ter 100% de aproveitamento para não ser rebaixado à quarta divisão nacional.

Celso Teixeira quer título pelo Treze no Paraibano
Celso Teixeira quer título pelo Treze no Paraibano

Eis que Celso, que tem seu velho escudeiro preparador físico, Gabriel Teixeira, alcançou dois triunfos e um empate no clássico com o rival Belo e escapou do rebaixamento - de quebra, eliminou o adversário regional do torneio.

PREPARAÇÃO

A dupla intensifica planejamento no mês de novembro com a contratação de atletas em busca de um objetivo: fazer com que o Treze conquiste o título após oito anos.

"Tenho uma identificação muito grande aqui. Batemos na trave em 2017, mas sempre trabalho de olho no título. Eu tenho esse grande desejo de, juntamente com a comissão técnica, jogadores e diretoria, dar a taça ao clube que sempre me acolheu com carinho", projetou.

Um episódio marcante de Teixeira no Galo foi na semifinal do Estadual de 2017. Na época, foi expulso e parou no meio da torcida para orientar o time. Uma cena parecida ocorreu durante a disputa da Série C da atual temporada.

QUEM É?

O treinador passou pela base de Guarani e Ponte Preta, onde também iniciou como comandante de equipes profissionais.

Ele ainda comandou Goiatuba, Rio Verde, Portuguesa, Figueirense, Paulista, CSA, CRB, CSE, Corinthians Alagoano, Bragantino, Criciúma, Ceará, América-RN, São José, União São João, Treze, Campinense, Botafogo-PB, Coruripe, Sampaio Corrêa, Luziânia, União Barbarense, Central, Sergipe, Itabaiana, Mixto, Flamengo-PI, Potiguar, Grêmio Barueri, Operário-MS, River-PI e Sinop.

TÍTULOS

2013: Potiguar (RN) – Campeão Potiguar
2012: Itabaiana (SE) – Campeão Sergipano
2007: A.A.Coruripe (AL) - Campeão do 1º Turno Alagoano
2004: Corinthians (AL) - Campeão Alagoano
2002: Corinthians (AL) - Campeão do Seletivo Copa Nordeste
2001: Treze (PB) - Campeão Paraibano
1997: Portuguesa (SP) - Campeão Paulista de Aspirantes
1993: Ponte Preta (SP) - Campeão Paulista Juvenil
1992: Guarani (SP) - Campeão dos Jogos Abertos
1992: Guarani (SP) - Campeão dos Jogos Regionais
1991: Ponte Preta (SP) - Campeão Jogos Abertos
1991: Ponte Preta (SP) - Campeão dos Jogos Regionais