Massagista registra BO contra zagueiro do Sport e cita técnico Daniel Paulista

"A Polícia Civil instaurou Inquérito Policial e investiga o caso", afirmou a polícia em comunicado

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 31 (AFI) - Após a briga no jogo entre Sport e Vitória das Tabocas, pelo Campeonato Pernambucano, o massagista do Vitória, Reginaldo da Silva Alves, o Irmão, registrou um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil contra o zagueiro Adryelson, do Leão. O técnico Daniel Paulista também foi citado.

"Foi registrado um Boletim de Ocorrência referente ao crime de lesão corporal por um homem de 35 anos, ocorrido no Campo da Ilha do Retiro durante a partida de futebol entre os times Sport e Vitória.

A Polícia Civil instaurou Inquérito Policial e investiga o caso", afirmou a polícia em comunicado.

Segundo o massagista Irmão, a briga foi motivada pelo zagueiro Adryelson e o técnico Daniel Paulista.

As investigações serão conduzidas em sigilo. O Art. 129 do Código Penal prevê pena de três meses a um ano de detenção para crime de lesões corporais leve.

A BRIGA

Na última quarta-feira, na primeira rodada do Quadrangular do Rebaixamento, o Sport venceu o Vitória das Tabocas por 1 a 0, com gol de Marquinhos.

Enquanto os jogadores rubro-negros comemoravam o gol, o massagista do Vitória das Tabocas, conhecido como Irmão, iniciou uma confusão com membros da comissão técnica do Sport, principalmente com o preparador físico Ricardo Henriques.

Os jogadores correram em direção a confusão para separar os brigões, mas o zagueiro do Sport, Adryelson, ainda desferiu um soco no massagista adversário.

O árbitro Tiago Nascimento dos Santos acabou expulsando apenas o massagista do Vitória das Tabocas. O preparador físico Ricardo Henriques levou o cartão amarelo e Adryelson não recebeu sequer uma advertência.