Guto Ferreira e elenco jogam fora a calculadora para evitar contas pelo acesso

Rubro-negro ocupa a vice-liderança com 57 pontos, sete a mais do que o primeiro rival fora do G4

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 07 (AFI) - A calculadora foi banida da Ilha do Retiro nesta reta final da Série B do Campeonato Brasileiro. Prestes a conquistar o acesso à elite nacional, a turma do Sport não quer fazer contas e, sim, pensar jogo a jogo para não criar expectativa e atrapalhar os jogos que restam.

"A rodada passada nos ajudou muito. Não somamos pontos, mas o único time que está em cima e que somou foi o Coritiba. Eles saíram de sete pontos de diferença para nós para quatro. Todo mundo diz que vai ser assim, vai ser assado, mas é jogo a jogo", pregou o treinador.

Nada de contas para Guto Ferreira. (Foto: Anderson Stevens / Sport)
Nada de contas para Guto Ferreira. (Foto: Anderson Stevens / Sport)

O zagueiro Rafael Thyere vai pela mesma linha do professor, mas ainda assim ele dá uma de matemático. Nas contas dele, mais duas vitórias colocariam o Leão da Ilha na Série A.

"Sabemos que está perto. A matemática fala em 63 pontos e estamos com 57, então está perto. Acho que o mais importante é o jogo contra o Criciúma. É pensar que depende de nós. Se depender de vontade, eu quero subir contra o Botafogo. E vamos fazer uma grande partida", analisou o xerifão.

O Sport voltará a campo no próximo sábado para encarar o ameaçado Criciúma, às 16h30, na Ilha do Retiro, em Recife, pela 34ª rodada. O Rubro-negro ocupa a vice-liderança com 57 pontos, sete a mais do que o primeiro rival fora do G4.