Árbitro relata 'nada de anormal' e invasão de campo passa em branco no Sport

O arquirrival Náutico foi punido com multa por situação semelhante nesta temporada

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 21 (AFI) - O árbitro João Batista de Arruda optou por não relatar na súmula a invasão de campo dos torcedores do Sport após a vitória contra a Ponte Preta, por 2 a 1, na Ilha do Retiro, que recolocou o Leão na elite do futebol brasileiro. Pelo ato, o time pernambucano, se denunciado, corre o risco até mesmo de perder mandos de campo. Na ocasião, o juiz registrou que não houve nada de 'anormal'.

O Sport pode ser enquadrado no artigo 213, incisos II e III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por "invasão do campo ou local da disputa do evento desportivo" e "lançamento de objetos no campo ou local da disputa".

Vale lembrar que o Náutico foi punido pela mesma situação, após conquistar o acesso à Série B. O Timbu recebeu 'apenas' uma multa no valor de R$ 4 mil, nada que fará com que estrague a festa do Sport por retornar à Série A, um ano depois de sua queda.

Torcida do Sport faz a festa na Ilha do Retiro
Torcida do Sport faz a festa na Ilha do Retiro
VICE-CAMPEÃO
Com o triunfo contra a Ponte Preta, o Sport se tornou vice-campeão da Série B. O Leão foi para 67 pontos, contra 72 do líder Bragantino. O time pernambucano fecha sua participação diante do Atlético-GO, no dia 30 (sábado), no Antônio Accioly.