Ex-zagueiro do Sport, Estevam Soares comemora título de 87 e repreende Fla: 'uma vergonha'

Ao saber da decisão da Justiça nesta semana, o técnico reviveu a alegria que sentiu no gramado após a vitória por 1 a 0 sobre o Guarani

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 20 (AFI) - A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que definiu o Sport como único campeão brasileiro de 1987, título até então divido com o Flamengo, emocionou os personagens envolvidos na história. Um deles é o técnico Estevam Soares, que luta para salvar a tradicional Portuguesa do rebaixamento na Série A2, mas teve um momento de alegria ao comemorar o título de 20 anos atrás.

Estevam era zagueiro do Sport na época. Ao saber da decisão da Justiça nesta semana, reviveu a alegria que sentiu no gramado após a vitória por 1 a 0 sobre o Guarani, resultado que rendeu o título que virou polêmica nos anos seguintes.

“Primeiro eu comemorei, eu tinha até esquecido que era nesse dia o julgamento. Dei um pulo e abracei minha mulher e meu filho falando ‘é campeão, é campeão’. É muita alegria porque foi um titulo muito suado e também tem um ar de indignação e muita revolta. Vi um ídolo do Flamengo batendo no peito e falando que era campeão. Ele é campeão do módulo verde, porque não disputaram o quadrangular”, disse o treinador em entrevista ao Portal Futebol Interior.

O ex-jogador se mostrou bastante chateado com a maneira que o Flamengo tratou o assunto. Ele acredita que o time rubro-negro deveria inclusive ser punido, já que descumpriram o regulamento ao não disputar o quadrangular final.

“Isso me indigna porque eles não apareceram, descumpriram o regulamento e ficou por isso mesmo, e ainda vem pedir na justiça o titulo.Se é em um país da Europa que é organizado, esses times tinham sido tirados de competições nacionais por 1 ou 2 anos – é uma puta de uma vergonha. E ainda quer falar que é campeão? Eles não entendem ou não sabiam que tinham um cruzamento?”, questionou.

Hoje técnico da Lusa, Estevam foi campeão pelo Sport em 87.
Hoje técnico da Lusa, Estevam foi campeão pelo Sport em 87.

A DISPUTA
O confronto entre Flamengo e Sport, nos gramados, não chegou a ser jogado na Copa União, como foi chamado o Brasileirão de 1987. A CBF estava em crise financeira e permitiu que o recém-criado Clube dos 13 organizasse o torneio, que foi dividido em dois módulos, com times que compunham a primeira divisão.

Já iniciado o campeonato, por influência da CBF, foi determinada a disputa de um quadrangular entre os vencedores e vice-campeões de cada um dos dois módulos. Flamengo e Internacional, campeão e vice do Módulo Amarelo, recusaram-se a jogar e perderam por W.O. os jogos para Sport e Guarani. Na disputa entre estes dois, deu a equipe pernambucana, declarada campeã.

“Ninguém respeita nada nesse país. Ninguém obedece, ninguém cumpre. Eu lembro muito bem daquele campeonato. Estávamos nos preparando, teve reunião no Rio, fundou-se o clube dos 13, que exilou Sport, Portuguesa, Guarani, Atlético-PR, entre outros. Todos esses foram rebaixados na caneta”, disse.

A disputa na Justiça principiou já em 1988. O Sport teve decisão favorável em 1994 para ser considerado campeão único. Em 2011, a CBF declarou os rubro-negros cariocas campeões em conjunto com os recifenses, que recorreram e reverteram a decisão ainda naquele ano. O órgão que comanda o futebol brasileiro, então, voltou atrás e considerou o time pernambucano "único campeão brasileiro de futebol profissional de 1987".

aaa