Seleção FI da Série B é dominada por lanterna e tem 'quadrado mágico'

Roberto Cavalo, técnico do Oeste, foi o escolhido para comandar a equipe da 25ª rodada

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 02 (AFI) - A 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro terminou nesta quarta-feira com a Chapecoense na liderança, com 50 pontos. Completam o G4: América (44), Sampaio Corrêa (41) e Juventude (41). Mas a briga continua acirrada.

A Seleção Futebol Interior foi montada da maneira ousada, muito parecida com a que conquistou o ouro olímpico no Rio de Janeiro, claro, com suas devidas proporções. Para formar o 'quadrado mágico', Kieza foi recuado por toda sua experiência no meio do futebol, a fim de abastecer Reis, Pedrinho e Léo Ceará.

O técnico escolhido foi Roberto Cavalo, que deu um nó tático em Geninho e viu o Oeste fazer sua melhor partida na Série B em uma vitória contundente por 3 a 0. Val lembrar que o clube de Barueri é o lanterna, enquanto que o Leão sonha com o acesso.

Confira a SELEÇÃO FI da 25ª rodada da Série B:

Goleiro: Thiago Braga (Operário)
A partida no Bento Freitas foi bem equilibrada, mas o Brasil de Pelotas é quem criou os principais lances de perigo e só não conseguiu a vitória porque Thiago Braga estava em uma jornada inspirada. O goleiro do Fantasma fez pelo menos três boas defesas e mostrou segurança também nas saídas de bola.

Lateral-direito: Matheus Rocha (Oeste)
Fez um grande jogo na vitória por 3 a 0 para cima do Avaí. Tomou conta do lado direito e ainda contribuiu com uma assistência. Foi a válvula de escape da equipe, que abusou de jogadas pelo setor. Eficaz no ataque, e muito concentrado na defesa.

Manoel teve atuação segura contra o América

Zagueiro: Manoel (Cruzeiro)
O zagueiro artilheiro novamente brilhou a favor do Cruzeiro. Perfeito atrás, Manoel fez um dos gols da vitória celeste por 2 a 1 para cima do América, resultado que alivia a pressão em cima da Raposa e a faz sonhar com o acesso. O defensor teve mais uma atuação segura.

Zagueiro: Wallace Reis (Vitória)
Apesar de ter vencido pelo placar de 4 a 1, se engana quem pensa que o Vitória não teve que trabalhar demais para segurar o ataque do Paraná. Um dos destaques defensivos do Leão foi o zagueiro Wallace Reis, que deu conta do recado mesmo sem Maurício Remos. Foi impecável nos desarmes e soube bloquear as investidas dos adversários.

Lateral-esquerdo: Igor Cariús (CRB)
O Clássico das Multidões foi para lá de decepcionante, com poucas emoções. As poucas do lado regatino, porém, tiveram o defensor como protagonista - ele, aliás, foi, fácil, o grande protagonista do duelo. Apareceu bem para tabelar, foi firme no apoio e até finalizou com perigo. Lá atrás, foi essencial para anular o bom sistema ofensivo do CSA.

Volante: Rhaldney (Náutico)
Apontado pelos comentaristas que trabalharam no jogo como o melhor em campo na importante vitória alvirrubra sobre o Guarani, por 2 a 0. Rhaldney estava em todo lugar do campo e simplesmente anulou Lucas Crispim. Não é a toa que o Bugre encontrou dificuldades para criar lances de perigo.

Denner foi o nome da Chapecoense
Denner foi o nome da Chapecoense
Denner foi o nome da Chapecoense

Meia: Denner (Chapecoense)
Jogou o fino da bola na vitória por 1 a 0 da Chapecoense diante do Cuiabá, na Arena Condá. O atleta vive um grande momento, tem conseguido atuar centralizado e ainda assusta quando é acionado pelos lados de campo. Fez um gol importante em um duelo direto pelo acesso.

Meia: Kieza (Náutico)
Se Rhaldney fez a diferença do meio-campo para trás, Kieza resolveu lá na frente. O atacante teve participação direta no gol marcado por Bryan e no segundo tempo, quando o Guarani esboçava uma pressão, fez uma pintura nos Aflitos. Ele arrancou da sua área de defesa, ganhou na velocidade do zagueiro, passou pelo goleiro Gabriel Mesquita, enganou Cristovam e bateu para o gol aberto.

Atacante: Pedrinho (Oeste)
Pedrinho foi o nome da vitória do Oeste por 3 a 0 para cima do Avaí. O atacante foi logo marcando dois gols em uma partida que o clube de Barueri era considerado o grande 'azarão'. Agora, ganhou uma sobrevida para tentar engatar uma arrancada.

Reis vem brilhando no Confiança
Reis vem brilhando no Confiança

Atacante: Reis (Confiança)
Apesar do Confiança não ter conseguido uma vitória para colar no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro ao empatar com o Figueirense, por 1 a 1, o atacante Reis se destacou com a camisa do sergipano.

Além de ter ajudado demais ofensivamente, ele marcou um golaço ao receber de Renan Gorne, partir em velocidade, deixar o marcador no chão e bater de perna esquerda na saída do goleiro Rodolfo Castro, que nada pode fazer.

Atacante: Léo Ceará (Vitória)
Sem dúvidas um dos principais responsáveis pela bela vitória fora de casa do Vitória em cima do

Roberto Cavalo é o técnico da Seleção. Foto:  Aldo Carneiro / Pernambuco Press
Roberto Cavalo é o técnico da Seleção. Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press

Paraná, pelo placar de 4 a 1, no Estádio Durival de Brito, foi o atacante Léo Ceará. Além de ter sido o cérebro ofensivo da equipe baiana durante os 90 minutos, ele marcou dois gols, um de pênalti e o outro um verdadeiro golaço, em que deu um chute colocado no ângulo.

Técnico: Roberto Cavalo (Oeste)
Roberto Cavalo foi considerado o técnico da rodada. O treinador deu um nó tático em Geninho e viu sua equipe, lanterna da Série B, fazer sonoros 3 a 0 no Avaí, em plena Ressacada. O Leão briga pelo acesso, mas não conseguiu bater de frente com a bem montada equipe de Barueri. Dá para acreditar na salvação?