Seleção do Brasileirão premia os goleadores da movimentada segunda rodada

Meias com belos gols e atacantes cumprindo bem a obrigação de balançar as redes.

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 13 (AFI) - A bola voltou a rolar e com muita força neste início de Campeonato Brasileiro. A maior surpresa, por enquanto, é negativa: as duas derrotas do campeão Flamengo. Mas os que venceram apresentaram destaques que justificam suas presenças dentro da Seleção da Rodada do Portal Futebol Interior.

Hyoran entrou e fez a diferença
Hyoran entrou e fez a diferença

Para coroar os artilheiros dos jogos, três meias que fizeram belos gols: Hyron, Rodriguinho e Gustavo Ferrareis. E três atacantes que também balançaram as redes, como os garotos Vitinho e Matheus Babi, além do experiente Guerrero.

Confira a Seleção FI da 2.ª rodada:

Fernando Prass;
Saravia, Vitor Hugo, Leandro Castãn e Abner Vinícius;
Fellipe Bastos, Gustavo Ferrareis, Hyoran e Rodriguinho;
Vitinho, Paolo Guerrero e Matheus Babi.
Técnico: Vágner Mancini

_______________________________________________________________________________________________________________

Goleiro: Fernando Prass (Ceará)
aos 42 anos mostrou, mais uma vez, que está em plena forma física e técnica. Praticou grandes defesas no empate por 1 a 1 com o Grêmio. Um jogo aberto, de muitas chances no ataque e de boas defesas dos goleiros – Paulo Victor, do Grêmio, também se deu bem.

Lateral-direito: Renzo Saravia (Internacional)
O defensor mostrou todos os atributos necessários para alguém da sua posição. Contribuiu defensivamente e deu linda assistência para o atacante peruano Paolo Guerrero abrir o marcador em linda cabeçada.

Palmeiras empatou com Fluminense
Palmeiras empatou com Fluminense

Zagueiro: Vitor Hugo (Palmeiras)
Na chance que teve de começar jogando no Maracanã mostrou estar em boa forma e que pode ser muito útil ao 'profexo' Vanderlei Luxemburgo. O empate com o Fluminense, por 1 a 1, decepcionou o torcedor palmeirense, após a conquista do título paulista.

Zagueiro: Leandro Castán (Vasco)
Com muita experiência e tranquilidade, Castán comanda a defesa do Vasco e é o grande líder do time dentro de campo. Mais uma vez, ele mostrou essa liderança e fez com que a equipe garantisse importante vitória sobre o Vasco sem sustos. Ele levou a melhor em todas jogadas que disputou com o ataque adversário.

Lateral-esquerdo: Abner Vinícius (Athletico-PR)
O jovem lateral de apenas 20 anos vem se firmando como peça importante no time de Dorival Júnior e se destacou mais uma vez, agora em vitória por 2 a 1 sobre o Goiás. Apesar da pouca idade, o ex-jogador da Ponte Preta demonstra maturidade para assumir a posição e tem grande potencial para crescer ainda mais nos próximos anos.

_______________________________________________________________________________________________________________

Volante: Fellipe Bastos (Vasco)
O volante mostrou que está com o pé calibrado e marcou os dois gols do Vasco na vitória por 2 a 0 sobre o Sport. O segundo foi um golaço de falta e ele ainda levou muito perigo em outras duas cobranças: uma acertando a trave e outra exigindo defesa do goleiro Maílson.


Ferrareis: golaço contra o Mengo
Ferrareis: golaço contra o Mengo

Meia: Gustavo Ferrareis (Atlético-GO)
Foi um dos destaques na surpreendente, porém, merecidíssima vitória em cima do Flamengo, por 3 a 0. Se movimentou por todos os lados, deu passes e ajudou na marcação.

Por fim, marcou o terceiro gol, um golaço, num chute de longe e que morreu no ângulo esquerdo do goleiro Diego Alves.


Meia: Hyoran (Atlético Mineiro)
Mesmo entrando apenas no intervalo, foi 'o cara' da virada atleticana sobre o Corinthians. Afinal, marcou os dois primeiros gols e encaminhou o triunfo. Aos seis minutos da etapa final, recebeu cruzamento de Guga e acertou o cantinho. Já aos dez, o ex-meio-campista de Chapecoense e Palmeiras aproveitou o rebote de Cássio para deixar tudo igual.

Rodriguinho: pênalti com cavadinha
Rodriguinho: pênalti com cavadinha

Meia: Rodriguinho (Bahia)
Em jogo sem muitas emoções contra o Coritiba, o meia Rodriguinho foi decisivo e usou sua experiência para garantir a primeira vitória do Bahia no Brasileirão.

Ele sofreu e converteu o pênalti, com direito a cavadinha, marcando o único gol do jogo em Pituaçu.


______________________________________________________________________________________________________________

Atacante: Paolo Guerrero (internacional)
Vive fase exuberante. Com nove gols, é o artilheiro colorado na temporada. Neste começo de Brasileirão, já são duas bolas nas redes e uma assistência. Nesta quinta-feira, aliás, marcou em linda cabeçada e serviu, com belo toque, Edenilson, que fechou o placar.

Vitinho, esquerda, deu passe para Carlos Eduardo
Vitinho, esquerda, deu passe para Carlos Eduardo

Atacante: Vitinho (Athletico)
Jogou demais na vitória por 2 a 1 sobre o Goiás na Arena da Baixada. Marcou um golaço e depois deu o passe açucarado para Carlos Eduardo marcar o gol da vitória. As principais jogadas ofensivas do Furacão saíram dos seus pés.

Atacante: Matheus Babi (Botafogo)

Contratado após se destacar no Campeonato Carioca com a camisa do Macaé, o jovem atacante de 23 anos mostrou que pode se firmar como homem-gol do Botafogo no Brasileirão. Ele já estreou balançando as redes e garantiu o empate por 1 a 1 contra o Red Bull Bragantino em Bragança Paulista.
______________________________________________________________________________________________________

Técnico: Vágner Mancini (Atlético-GO)
Chamou atenção pela maneira como montou o time goiano para enfrentar o supercampeão Flamengo. O curioso que ele soube lidar, com muita psicologia, sobre os possíveis quatro casos de covid-19 que teve em seu elenco.

Mancini insistiu em jogar
Mancini insistiu em jogar

Fez questão de jogar, apostando na grande forma de seus jogadores. E venceu com contundência, deixando o Brasil todo de queixo caído.

SAMPA VAI BEM
Outros nomes também foram bem como Dorival Júnior, do Athletico, e Jorge Sampaoli, que virou em cima do Corinthians com o Atlético Mineiro.

O argentino deu mais uma amostra e comprovou que é um dos melhores treinadores em atividade no futebol sul-americano. O Galão foi muito superior ao Corinthians no primeiro tempo, mas Cássio e Jô protagonizaram o 2 a 0 para os visitantes. No intervalo, o comandante fez alterações precisa, manteve o ritmo e atropelou - virou para 3 a 2, e a goleada não saiu por detalhes.