Sob comando de Jorginho, Seleção FI da Série B aposta na experiência

Os melhores da sexta rodada têm jogadores rodados, como Victor Ramos, Edimar, Edson e Thiago Ribeiro

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 03 (AFI) - A sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B não foi muito boa para quem jogou em casa, tanto que os visitantes ganharam cinco das dez partidas. O Botafogo continua como líder, mas é seguido de perto por Bragantino e Londrina. A embalada Ponte Preta completa o G4 depois de ter emplacado a terceira vitória seguida.

Mas não é só a briga por uma vaga no G4 que está pegando fogo. Sem ganhar há três jogos e com Vinícius Eutrópio cada vez mais pressionado, o Guarani entrou pela primeira vez na zona de rebaixamento e tem as companhias de Criciúma, Vitória e América-MG.

A Seleção FI da sexta rodada vem da seguinte forma: Matheus Albino (Londrina); Alemão Teixeira (Figueirense), Victor Ramos (CRB), Kanu (Oeste) e Edimar (Bragantino); Edson (Ponte Preta), x e Murilo Henrique (Botafogo-SP); Marcinho (Brasil de Pelotas), Felipe Augusto (Operário) e Thiago Ribeiro (Bragantino). Técnico: Jorginho (Ponte Preta).

A Ponte Preta emplacou a terceira vitória seguida na Série B e entrou no G4 pela primeira vez
A Ponte Preta emplacou a terceira vitória seguida na Série B e entrou no G4 pela primeira vez

CONFIRA A SELEÇÃO FI DA SEXTA RODADA

Goleiro: Matheus Albino (Londrina)
Com o time paranaense indo ao Serra Dourada para jogar por uma bola, coube ao goleiro garantir o bicho do pessoal do Tubarão. Ele foi muito exigido, principalmente, após o gol do Londrina (marcado por Allison Safira). Ele praticou, pelo menos, três grandes defesas que garantiram a vitória do Tubarão sobre o Vila Nova-GO.

Lateral-direito: Alemão Teixeira (Figueirense)
Desfalcou o Figueirense nas primeiras rodadas da Série B por conta de uma lesão e na última sexta-feira fez uma grande partida na vitória sobre o Atlético-GO, por 1 a 0. Ainda não está na sua melhor condição física, mas com a bola no pé fez a diferença. Foi de Alemão Teixeira o chute que resultou no gol contra de Gilvan.

Zagueiro: Victor Ramos (CRB)
Com a faixa de capitão no braço, Victor Ramos comandou o CRB na vitória sobre o São Bento, por 2 a 1, em Sorocaba. O zagueiro subiu no 2º andar para abrir o placar, de cabeça, e depois foi bastante exigido na defesa. Mesmo com um jogador a menos, o Bentão pressionou até o finalzinho, mas não conseguiu buscar pelo menos o empate.

Zagueiro: Kanu (Oeste)
O zagueiro Kanu não é dos mais habilidosos com a bola nos pés, mas tem seu valor defensivo. Ele foi um dos principais responsáveis pelo empate sem gols do Oeste fora de casa com o Paraná. Levando vantagem no jogo área e com velocidade para combater os atacantes adversários no mano a mano, ele vem se tornando peça chave do setor defensivo armado pelo técnico Renan Freitas.

Lateral-esquerdo: Edimar (Bragantino)
O lateral foi peça fundamental em mais uma vitória importante do Bragantino na Série B. Além de passar mais uma partida sem sofrer gols, formando uma defesa bem postada, Edimar ainda se aventurou no ataque e marcou o gol que abriu o placar de 2 a 0 sobre o Vitória com um toque na saída do goleiro.

Thiago Ribeiro marcou um dos gols da vitória do Bragantino sobre o Vitória
Thiago Ribeiro marcou um dos gols da vitória do Bragantino sobre o Vitória

Volante: Edson (Ponte Preta)
Depois de um início ruim, Edson se firmou como titular no meio-campo da Ponte Preta e hoje é peça fundamental no esquema tático de Jorginho. Incansável, "carrega o piano" na Macaca e ainda aparece bem lá na frente. Contra o Cuiabá, fez uma das suas melhores partidas com a camisa alvinegra.


Meia: Murilo Henrique (Botafogo-SP)
O autor do gol que garantiu o Botafogo por mais uma rodada na liderança merece estar na Seleção FI. Responsável por criar as jogadas ofensivas do Tricolor, Murilo Henrique balançou as redes do Criciúma em uma cobrança precisa de falta. Não é errado dizer que vem tendo a melhor temporada da sua carreira.

Meia: Felipe Azevedo (América-MG)
Na seleção do Futebol Interior, Felipe Azevedo foi deslocado para o meio de campo, onde já jogou em diversos clubes. Ele fez grande partida no empate por 1 a 1 diante do América, deixou o seu e só não fez mais, pois Wilson fechou o gol.

Atacante: Thiago Ribeiro (Bragantino)
O experiente Thiago Ribeiro vem mostrando que ainda pode ser muito útil ao Bragantino. Na vitória por 2 a 0 sobre o Vitória, em pleno Barradão, ele foi o jogador mais perigoso no setor ofensivo do time paulista e participou dos dois gols. No primeiro, ele iniciou a jogada q foi concluída por Edimar, e no segundo, ele mesmo arriscou da entrada da área e fez um golaço.

Atacante: Felipe Augusto (Operário)
Não foi só porque fez o gol que encerrou o jejum de vitórias do Operário que Felipe Augusto está entre os melhores da rodada. O atacante buscou a bola durante todo o jogo e havia levado perigo em outras três jogadas. Foi recompensado nos minutos finais!

O trabalho de Jorginho parece finalmente ter encontrado um rumo na Ponte Preta
O trabalho de Jorginho parece finalmente ter encontrado um rumo na Ponte Preta

Atacante: Marcinho (Brasil de Pelotas)
É o jogador mais lúcido do Brasil de Pelotas e foi essencial para a segunda vitória seguida ao marcar o gol de empate contra o Guarani. Antes de marcar de cabeça, Marcinho já havia levado perigo em dois chutes da entrada da área.

Técnico: Jorginho (Ponte Preta)
Chegou à terceira vitória seguida com a Macaca, desta vez superando o Cuiabá, por 3 a 1, de virada, em plena Arena Pantanal. O Dourado, como é chamado o time do Mato Grosso, não perdia em casa há mais de oito meses.

Mais uma vez a Ponte Preta foi um time batalhador, bem posicionado e que sempre acreditou na vitória. Empatou, virou e ampliou o placar com justiça. O time campineiro já briga pelas primeiras posições. Antes desta vitória, a Macaca venceu, também de virada, o Paraná, por 4 a 2, e 1 a 0 diante do Operário-PR.