Tite vai testar 'sistema antieuropeus' em amistosos contra Rússia e Alemanha

A seleção brasileira vai enfrentar a Rússia no dia 23 de março, no estádio Luzhniki, em Moscou

por Agência Estado

São Paulo, SP, 02 - Daqui a exatamente um mês, o técnico Tite vai divulgar o grupo de jogadores que participarão dos amistosos contra Rússia e Alemanha, na segunda quinzena de março. Será a última convocação do treinador antes de ele anunciar a lista dos 23 jogadores que levará para a Copa do Mundo da Rússia. Pretende fazer mais algumas observações, mas vai aproveitar também para testar alternativas de jogo para a equipe.

A seleção brasileira vai enfrentar a Rússia no dia 23 de março, no estádio Luzhniki, em Moscou. Quatro dias depois, a adversária será a Alemanha, em jogo marcado para Berlim e que será o primeiro confronto entre as equipes principais das duas seleções depois dos 7 a 1 aplicados pelos europeus na Copa do Mundo de 2014, em jogo semifinal disputado no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Taticamente, Tite vai aproveitar a oportunidade de enfrentar dois adversários europeus para preparar a seleção para "furar" a linha de cinco defensores que as equipes do continente costumam utilizar. É assim que o treinador espera que Suíça e Sérvia se comportem na Copa do Mundo. Por isso, é necessário treinar. Ainda mais porque no amistoso do ano passado contra a Inglaterra o Brasil não conseguiu suplantar esse tipo de sistema.

Tite vai testar 'sistema antieuropeus' em amistosos contra Rússia e Alemanha
Tite vai testar 'sistema antieuropeus' em amistosos contra Rússia e Alemanha

A Rússia invariavelmente atua com a linha de cinco. Mas a Alemanha adota formas variadas de jogar. Assim, Tite terá pelo menos mais uma oportunidade de confrontar esse esquema, sem contar os amistosos (dois ou três) que pretende realizar na reta final para a Copa do Mundo, já quando estiver com o grupo definitivo em atividade.

A ida a Moscou servirá para a seleção brasileira começar a sentir o clima da Copa. Por isso, o diretor de seleções da CBF, Edu Gaspar, negocia com os organizadores do amistoso de 23 de março um treinamento no estádio do Spartak Moscou. É que a arena também será utilizada no Mundial e lá o Brasil vai jogar contra a Sérvia, no encerramento da primeira fase.

"Achamos importante sentir o clima da Rússia, do torcedor, do estádio, e dos jogadores neste ambiente antes de a comissão técnica definir a lista final. Estar no país da Copa nos proporcionará um nível interessante de observação dos atletas, de como será nosso trabalho no país-sede", disse Edu Gaspar na época da confirmação do amistoso com os anfitriões.

RETA FINAL

A seleção vai se reunir para o Mundial no dia 21 de maio. Fará uma fase inicial de preparação na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), e um amistoso de despedida da torcida, no dia 27, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Neste período, o grupo estará desfalcado dos jogadores que estiverem envolvidos com a decisão da Liga dos Campeões da Europa, marcada para o dia 26.

No dia 28, a delegação parte para a Londres, onde vai fazer nova etapa de preparação no CT do Tottenham. Tite pretende fazer dois jogos amistosos, dias 3 e 10 de junho, de preferência contra equipes europeias e com forte tradição. Os jogos acontecerão na capital da Inglaterra pelo planejamento da comissão técnica.

O Brasil estreia na Copa do Mundo no dia 17 de junho contra a Suíça, em Rostov. No dia 22 enfrenta a Costa Rica, em São Petersburgo, e depois pega a Sérvia, no dia 27.

 
 
" />