Cuca admite 1º tempo ruim e critica arbitragem após derrota do Santos

Santos segue sem vencer no Brasileirão e sob o comando do substituto de Jesulado Ferreira

por Agência Estado

Santos, SP, 4 (AFI) - O técnico Cuca admitiu o fraco desempenho do Santos no primeiro tempo contra o Internacional, na noite de quinta-feira, mas culpou a arbitragem pela derrota por 2 a 0, no Beira-Rio.

Na sua avaliação, o árbitro Marcelo de Lima Henrique errou ao não marcar pênalti no lance em que anulou o que seria o gol de empate do Santos, no segundo tempo - o time gaúcho vencia por 1 a 0 naquele momento da partida.

"Depois do 1 a 0, cedemos dois ou três contra-ataques, não fizeram o gol e veio lance fatídico, o gol anulado do Kaio Jorge. No meu modo de ver, um erro absurdo. A bola bate na mão antes de entrar, é nítido, mas por quê? Se jogou? Foi derrubado. Lomba o derruba. Bateu na mão, mas é lance interpretativo. Antes de bater na mão ele foi derrubado. Não é mão, é pênalti. Foi muito claro o pênalti", criticou Cuca.

Cuca e suas lamentações. (Foto: Bruno Cantini)
Cuca e suas lamentações. (Foto: Bruno Cantini)
CHORO?
Na sua avaliação, o lance foi decisivo para o placar final da partida - o Inter anotou o segundo gol aos 42 minutos da etapa final.

"É um erro que nesse momento que vivemos é crucial fazer o gol, equipe retoma a confiança e parte até quem sabe para virar", afirmou o treinador.

Cuca lembrou que o Santos viveu situação incomum na rodada de abertura do Brasileirão, quando sofreu gol de empate após a arbitragem não autorizar uma das substituições. Na ocasião, Sánchez deixou seu posto de marcação dentro da área e se encaminhou para deixar o gramado quando o juiz negou a troca e autorizou cobrança de escanteio na área. Na sequência, o Red Bull Bragantino empatou o confronto, que terminou 1 a 1.

"Não é choro, é segundo jogo e segundo erro gravíssimo. Não vou atribuir a isso, depois o Internacional fez o segundo gol, mas é consequência de se jogar no ataque. Sabia da necessidade de muito trabalho, temos que retomar a confiança", disse o técnico, que assumiu o comando do time às vésperas da estreia no Brasileirão.

ANÁLISE!
Cuca considerou que o Santos fez um primeiro tempo ruim, mas "equilibrou" o duelo no segundo tempo, apesar da atuação dominante do Inter ao longo dos 90 minutos - a equipe gaúcha chegou a registrar 72% de posse de bola na partida.

"O primeiro tempo não foi bom, mas no segundo melhoramos, equilibramos. Inter teve mais chances por cedermos o primeiro gol e terem contra-ataque. Tentamos, tivemos gol anulado também no impedimento. São coisas que temos que trabalhar", afirmou o treinador.