Paulistão: Santos retorna a Itu, cenário em que viveu pesadelo no ano passado

Na última temporada, quando o Peixe ainda era comandado por Jorge Sampaoli, o Ituano venceu por 5 a 1

por Agência Estado

Itu, SP, 22 (AFI) - O Santos voltará neste sábado, às 16h30, ao palco em que viveu um pesadelo no ano passado. Pela sétima rodada do Campeonato Paulista, a equipe vai encarar o Ituano no estádio Novelli Júnior, onde em 2019, sob o comando de Jorge Sampaoli, levou uma surra do time da casa: 5 a 1, resultado que teria sido ainda pior se não fosse pela boa atuação do goleiro Vanderlei.

Aquela foi a segunda maior derrota do Santos neste século no Paulista - sendo a primeira uma goleada por 5 a 0 sofrida diante do Corinthians, em 2001. A última vitória da equipe na casa do Ituano ocorreu em 2014.

Do time que foi goleado no ano passado, quatro jogadores deverão ser novamente titulares no Novelli Júnior: o volante Alison, os meias Diego Pituca e Carlos Sánchez e o atacante Soteldo. E o zagueiro Lucas Veríssimo, mesmo sem ter participado daquele desastre, sabe que será muito difícil derrotar o Ituano neste sábado.

"O Ituano é sempre uma equipe difícil quando joga em Itu. Nós passamos para o Jesualdo que é complicado jogar lá, mas sabemos que temos chances de conseguir um resultado positivo", afirmou o defensor.

Veríssimo será uma das novidades do Santos contra o Ituano. Recuperado de uma lesão no joelho, ele entrará na equipe no lugar de Luiz Felipe, que levou o terceiro cartão amarelo no empate por 0 a 0 com a Ferroviária, no último domingo. Outra mudança será a saída de Raniel, que tem um problema físico e não foi relacionado para a partida. Ele deverá ser substituído por Arthur Gomes. Soteldo, que chegou a ser dúvida durante a semana, treinou normalmente na sexta-feira e estará em campo para enfrentar o Ituano.

Apesar de ter feito uma atuação muito ruim em Araraquara, o Santos está em posição cômoda no Paulista. O time lidera o Grupo A com cinco pontos a mais do que a Ponte Preta. Se vencer o Ituano e Água Santa e Oeste - os demais clubes da chave - perderem na rodada, a equipe de Jesualdo Ferreira vai abrir nove pontos de vantagem para o terceiro colocado, praticamente garantindo sua classificação para as quartas de final, já que os dois primeiros vão avançar ao mata-mata do torneio estadual.

Tentando se afastar da zona de rebaixamento e entrar de vez na briga pela classificação à próxima fase, o Ituano tem uma dúvida para o duelo. Minho, que saiu do jogo da Ponte Preta de muletas, após uma lesão no tornozelo, fez treinos leves durante a semana e poderá ser a principal surpresa. Caso ele seja vetado no último teste, que vai ocorrer minutos antes da bola rolar, Luizinho será o escolhido para substituí-lo.

Já o volante Fillipe Soutto, com uma lesão na coxa, foi vetado pelo departamento médico. Por outro lado, o atacante Keké parece estar recuperado de contusão e poderá figurar no banco de reservas.

O técnico Vinícius Bergantin mostrou otimismo com a sequência de quatro jogos sem derrotas do time no Paulistão. São três empates e a primeira vitória na última rodada - 1 a 0 em cima da Ponte Preta. Com seis pontos, o Ituano é o lanterna do Grupo C.

"Estamos vindo em uma crescente e queremos mantê-la diante do Santos. Sabemos o quanto é difícil jogar contra eles mesmo dentro de casa. Confio nos meus atletas e podemos sair de campo com um resultado positivo, que nos dará uma outra realidade na competição", acredita o treinador.