'Resultado foi mais do que injusto', diz técnico do Santos após derrota de virada

Apesar da derrota, Dorival destacou a intensidade do ataque santista, que criou várias chances de gol

por Agência Estado

Santos, SP, 19 - Para o técnico Dorival Junior, o resultado do clássico com a virada do Palmeiras sobre o Santos por 2 a 1 não refletiu o que aconteceu no jogo na Vila Belmiro na noite deste domingo pelo Campeonato Paulista. "Resultado tem nem o que falar. Mais do que injusto por tudo que produzimos. Posse, criação, paciência, muitas oportunidades", afirmou o treinador em entrevista coletiva.

Apesar da derrota, Dorival destacou a intensidade do ataque santista, que criou várias chances de gol, mas acabou falhando nas finalizações. "Quando a bola entrar novamente, vai acontecer de maneira mais natural. Era o que queríamos. Criar com essa intensidade. É impressionante o que fizemos hoje", disse o comandante.

Para Dorival, a vitória do rival foi conquistada graças à qualidade individual dos palmeirenses. Willian, autor do gol, e Róger Guedes, dono da assistência, entraram no segundo tempo. "Mais uma vez o Palmeiras em três minutos encontrou dois gols, assim como na semi do Paulista (de 2016). A qualidade individual fez a diferença", analisou Dorival.

Ricardo Oliveira afirmou que o Santos fez uma grande partida. "Fizemos um grande jogo. Conseguimos sair na frente, mas demos bobeira no fim e levamos a virada", afirmou o atacante.

Autor do gol do Santos aos 29 minutos do segundo tempo, Ricardo travou um grande duelo com o goleiro Fernando Prass ao longo da disputa. Em um dos lances, ainda no primeiro tempo, o atacante tentou uma finalização de letra, mas acertou o travessão. No segundo tempo, chutou cruzado e Prass defendeu. Com a derrota, a terceira em três clássicos neste ano, o Santos está fora da zona de classificação à próxima fase. Faltando três rodadas, o atacante acredita na recuperação. "Tivemos alguns tropeços em casa e vamos ter de compensar fora da Vila".