Paulistão: Vice-campeão em 2010, Santo André oscila para se manter na elite

Após chegar à final, o Ramalhão esteve na primeira divisão em três temporadas nos últimos oito anos

por Agência Futebol Interior

Santo André, SP, 12 (AFI) – O Santo André teve seu rebaixamento no Paulistão Série A1 confirmado no último domingo. Vice-campeão em 2010, o clube fez campanha abaixo do esperado nesta temporada e voltará a deixar a elite do estadual dois anos após o acesso.

Um ano após chega na final em 2010, o Santo André havia sido rebaixado para a Série A2. O clube ficou cinco anos na Série A2 e só conseguiu retornar no ano de 2017, após ser campeão da segunda divisão em 2016.

FRACASSO DO TIME E DO TÉCNICO
No ano de seu retorno, em 2017, o time da região do Grande ABC brigou até a última rodada pela classificação na primeira fase, porém sem sucesso. Nesta temporada, o time terminou na 4ª colocação do Grupo B, com 8 pontos, pior campanha do torneio e, consequentemente, rebaixado.

O Santo André só venceu uma partida no estadual
O Santo André só venceu uma partida no estadual

Sob comando de Sérgio Soares, que está no clube desde o início da temporada, o Santo André fez 12 partidas no estadual, venceu uma, empatou cinco e perdeu seis. Foram 11 gols marcados e 18 gols sofridos.

EM MÁ FASE ?
Para muitos, o técnico Sérgio Soares tem grande parcela de responsabilidade sobre a queda do time para a Série A2.

Ele montou um grupo fraco e não conseguiu dar padrão ao time, embora tenha vencido o Corinthians.

Sérgio Soares não vive bom momento há algum tempo. Nas temporadas 2015 e 2016 ele dirigiu o Ceará na Série B do Brasileiro e mesmo com um elenco forte não conseguiu o acesso. Em 2016, inclusive, quase levou o Vovô ao rebaixamento.

Sérgio Soares: má fase e rebaixamento
Sérgio Soares: má fase e rebaixamento
Ano passado salvou o Santo André do rebaixamento somente na última rodada. Depois se transferiu para o Goiás, onde ficou apenas as quatro primeiras rodadas pela Série B. Um fiasco.

Mesmo assim, voltou ao Ramalhão. Não teve a mesma sorte do ano passado. Caiu e terminou na lanterninha.

ABRE ASPAS
“O clube não merece isso e os profissionais que trabalham aqui também não. Fizemos vários jogos onde a vitória ficou perto, mas o futebol é assim, infelizmente estamos nesta situação, mas o Santo André é grande e vai se reerguer”, afirmou o goleiro Zé Carlos.

RIVAL EM ASCENSÃO
Para piorar ainda mais a situação, o São Caetano, arquirrival do Santo André, conseguiu a classificação para as quartas de final, ao ficar em segundo lugar no Grupo B, atrás apenas do São Paulo. O clube também da região do grande ABC enfrentará o próprio São Paulo na próxima fase.

 
 
" />