Brasileiro Feminino: Presidente do Rio Preto, José Rodrigues, elogia trabalho da CBF

Rio Preto, atual campeão brasileiro, perdeu nas semifinais para o Corinthians que decidirá o título com o Santos

por Oscar Silva -

São José do Rio Preto, SP, 13 (AFI) - O presidente do Rio Preto Esporte Clube, José Eduardo Rodrigues, elogiou a atitude da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na promessa cumprida na edição do Campeonato Brasileiro Feminino, na qual o clube rio-pretense foi eliminado no último domingo, para o Corinthians, nas semifinais. A CBF prometeu e ajudou os clubes nas suas despesas.

O quadro da Vila Universitária, buscava seu segundo título na competição, haja visto que foi campeão em 2015.

"Quando você observa numa entidade que tem o Marco Aurélio Cunha, diretor de futebol feminino, o coronel Marcos Marinho, na comissão de arbitragem, além do Manoel Flores, diretor de competições da CBF, a tendência é a gente, no meu caso com 47 anos como conselheiro, administrar agora como presidente a estrutura e o gigantesco Rio Preto. É mais um motivo na minha nova caminhada gerenciar e administrar o Glorioso", disse o dirigente rio-pretense.

José Rodrigues (à direita), ao lado de Marco Aurélio Cunha, coronel Marinho e Manoel Flores.
José Rodrigues (à direita), ao lado de Marco Aurélio Cunha, coronel Marinho e Manoel Flores.

MISSÃO CUMPRIDA

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF), após receber inúmeras solicitações, entre as quais, a do atual presidente do Rio Preto, com auxilio de Marco Aurélio Cunha, amigo pessoal, diretor de futebol feminino da entidade, como também do ex-presidente do Jacaré, Suélio Ribeiro dos Santos, resolveu premiar as equipes femininas, por fases, nesta competição de 2017.

A participação no Brasileirão valeu R$ 15 mil para cada equipe, mais R$ 20 mil pela classificação para as quartas de final e mais R$ 30 mil pelas semifinais. A premiação para a equipe campeã neste ano será de R$ 120 mil e R$ 60 mil para o vice.

As meninas do Rio Preto receberam ainda neste ano R$ 5 mil nos jogos em casa e R$ 10 mil nos jogos em que atuou na casa das suas adversárias. Pelo Brasileirão, a CBF conseguiu arrecadar mais de R$ 10 milhões em patrocínios e em direitos de transmissão.

VALEU O TRABALHO

A diretoria do Alviverde apoiou integralmente suas meninas.

"O jogo de ida, 2 a 1, para nós, no estádio Anísio Haddad, diante do Corinthians, pela semifinal, destinou expressiva premiação ao elenco e com promessa de outras premiações, mas infelizmente fomos eliminados. No entanto, em virtude do excelente desempenho da equipe comandada por Chicão Reguera, com apoio da incansável diretora, Doroteia Inojo. Mesmo assim ficamos ainda mais fortes no próximo ano”, afirmou José Eduardo Rodrigues.

O dirigente elogiou também seus companheiros de diretoria os vice-presidentes, Suélio Ribeiro dos Santos e Márcio Mendonça, entusiastas do futebol feminino.

"Vale lembrar que até o ano passado não havia nenhuma premiação e vários patrocinadores e apoiadores do time masculino do Jacaré também apoiaram o futebol feminino, como a construtora Rio Mauá, a Bebidas Poty e a Kodilar", finalizou Rodrigues.

aaa