Renovação até dezembro, João Brigatti e família na África: meia da Ponte abre jogo

Papa Faye acertou permanência na Macaca, ao menos, até dezembro de 2020

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 09 (AFI) - Ainda em período de adaptação no Brasil, Papa Faye já coleciona muita história para contar.

O meio-campista senegalês desembarcou em Campinas logo no começo de janeiro, assinou contrato de três meses, fez a primeira participação oficial, em pleno Moisés Lucarelli, e até renovou o acordo para dezembro de 2020.

Prestigiado junto à diretoria, o jogador de 23 anos falou pela primeira vez, em entrevista à Rádio Bandeirantes, celebrou o novo vínculo assinado com a Macaca.

Papa em ação no último com a camisa da Ponte Preta - Álvaro Júnior / AA Ponte Preta
Papa em ação no último com a camisa da Ponte Preta
"É um prazer. Estou muito feliz. Estou aqui há seis meses, desde outubro. Aprendo um pouco de português. É difícil, mas estou aprendendo um pouco mais a cada dia. Estou acostumado com os companheiros e com o ambiente do clube. Os jogadores são meus amigos me ajudam muito a falar", declarou.

"Eles me ajudam nos treinos e, a todo tempo, falam comigo sobre o que a comissão e o técnico querem e tudo. Eu fico feliz e animado para mostrar quem é o Papa. Mesmo que por pouco tempo (na estreia), há muitos jogos para mostrar e fazer o meu máximo para ajudar o time", emendou.

PROFESSOR

Apesar do curto tempo de convivência, Faye elogiou o técnico João Brigatti, contratado no final de fevereiro e responsável pela primeira - e única chance - até aqui pela Ponte.

"Eu acredito que o João Brigatti é um grande técnico. É um prazer de trabalhar com ele. Quando ele chegou, falou comigo sobre qual é a posição. Ele fala que vou jogar. Pediu para estar sempre pronto e treinar forte como se vê. Eu continuo trabalhando muito forte", falou.

DISTÂNCIA

No Brasil desde outubro do ano passado, Papa vive longe da família, principalmente durante este período de incertezas com o crescimento da pandemia do coronavírus

Mesmo a distância, o meia africano garantir manter contato diário com a família, atualmente no Senegal.

"Sim, eu falo com minha família todos os dias no Whats App. Está todo mundo bem, ficando em casa e cuidando de tudo lá", finalizou.