JAPÃO: Técnico brasileiro vai receber novo artilheiro para brigar pelo acesso

Além de Júnior Santos, do Fortaleza, o Reysol também levou Matheus Sávio, que pertence ao Flamengo e estava no CSA

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 26 (AFI) - O Kashiwa Reysol, novo time do artilheiro Júnior Santos, é dirigido pelo brasileiro Nelsinho Batista, que já foi campeão em grandes clubes brasileiros, como Corinthians e São Paulo. Inclusive campeão japonês pelo próprio Reysol em 2011. Lá, entre 2009 e 2014, também conquistou vários outros títulos e disputou o Mundial de Clubes.

Nelsinho foi contratado por sua larga experiência como técnico no Japão. No total são 15 anos de trabalho, um recorde entre os técnicos estrangeiros, passando por clubes como o Verdy, Nagoya e Vissel Kobe.

NOVO DESAFIO
O clube é tradicional, porém, foi rebaixado ano passado para a segunda divisão e sua diretoria contratou Nelsinho Batista, justamente, para voltar à J-League em 2020. Aos 69 anos e ainda motivado, Nelsinho aceitou o desafio.

"A Segunda Divisão japonesa é muito equilibrada. É uma competição diferente, de muita pegada. Mas tenho certeza de que nosso grupo vai se dar bem, porque estamos indo muito bem e dentro do nosso planejamento" - comentou Nelsinho.

A Segundona Japonesa reúne 22 clubes e está na 19.ª rodada. Na última rodada, o Reysol venceu o dérbi do estado de Chiba contra o JEF por 2 a 0 jogando em Kashiwa. Com isso ficou em sexto lugar, com 31 pontos. Na próxima rodada o time de Nelsinho enfrenta o líder Yamagata, que soma 39 pontos.

Nelsinho Batista já trabalhou em vários clubes no Japão
Nelsinho Batista já trabalhou em vários clubes no Japão

CINCO BRAZUCAS
O time de Nelsinho já contava com três brasileiros e agora serão cinco, o que vai facilitar a adaptação de Júnior Santos. O volante Richardson, ex-Ceará, o atacante Gabriel, ex-Sport, e o atacante Cristiano que jogou no Metropolitano-SC e Juventude-RS.

Agora se reforça com Júnior Santos e também com Matheus Sávio, que estava no CSA, porém, pertence ao Flamengo. Outro estrangeiro é o queniano Olunga, também atacante que antes de ir jogar no Japão estava no futebol espanhol.

MUITA CONFIANÇA
O novo reforço brazuca, Júnior Santos não teme este novo desafio.

Rogério Ceni também confiou em Júnior Santos
Rogério Ceni também confiou em Júnior Santos

"Sei que o futebol japonês tem outra pegada, é mais força e de velocidade. Mas estou disposto a trabalhar duro para atender as necessidades do clube.

E a presença de tantos brasileiros é um outro fator positivo, porque isso vai facilitar eu superar a barreira inicial, que é a falta de falar japonês. Mas devagar a gente aprende e se vira. Estou confiante" - disse o atacante.

A torcida já está pronta para receber seu novo artilheiro. A faixa de boas vindas já está pronta:

“Yokosou, Júnior Santos !”