Troféu do Interior: Atletas da Ponte Preta valorizam campanha e focam na Série B

"Acho que o time suportou bem o jogo perigoso deles, ficamos bem posicionados, bem postados”, disse o volante Edson

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 15 (AFI) - A Ponte Preta desperdiçou três de quatro cobranças de penalidades máximas e acabou ficando sem o bicampeonato consecutivo - o quinto no atual formato - do Troféu do Interior após o empate sem gols na decisão com o Red Bull na noite desta segunda-feira, em Campinas, no Majestoso. Os jogadores alvinegros valorizaram a disputa, mas já falam em foco no Campeonato Brasileiro da Série B, que começa no final do mês.

“Foi válido levar a decisão para os pênaltis. Acho que o time suportou bem o jogo perigoso deles, ficamos bem posicionados, bem postados. Agora, é descansar para ver o que errou para a Série B, o grande objetivo do ano. Quem sabe, ser campeão, sabemos que é difícil, mas vamos trabalhar por isso. Vamos fazer o possível para fazer isso acontecer, todos estão de parabéns por termos jogado com um a menos durante todo o tempo. A gente entrou desligado, e tivemos um expulso. Vamos levantar cabeça e pensar na Série B”, disse o volante Edson.

Troféu do Interior: Atletas da Ponte Preta valorizam campanha e focam na Série B
Troféu do Interior: Atletas da Ponte Preta valorizam campanha e focam na Série B
O lateral-esquerdo Diego Renan analisou a disputa de pênaltis e contou que o fato de a Macaca ter atuado com um homem a menos durante a maior parte do tempo, já que Júlio César foi expulso no primeiro tempo, atrapalhou.

“É difícil, a gente sabe que pênalti é complicado. A gente jogou com um a menos quase todo o tempo, se defendeu, então, a perna pesa na hora da cobrança. A gente treinou pênaltis, mas, infelizmente, não conseguiu converter. Vamos pensar na Série B, no nosso objetivo principal, que é o acesso para a Série A”, afirmou.

Mercado da Bola
Ponte Preta-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Guilherme, Ivan, Luan, Pedrão e Ygor Vinhas

  • Laterais

    Guilherme Lazaroni, Jeferson, Matheus Alexandre e Yuri

  • Zagueiros

    Alisson, Cléber Reis, Henrique Trevisan, Léo, Wellington Carvalho

  • Volantes

    Bruno Reis, Danrley, Dawhan e Vander

  • Meias

    João Paulo e Vinicius Zanocelo

  • Atacantes

    Alisson Safira, Apodi, Bruno Rodrigues, Felipe Saraiva, João Veras, Mateus Anderson e Roger

  • Técnico

    Gilson Kleina