Paulista A2: São Bento e São Caetano sobem e reeditam histórico da Gangorra do Paulistão

Bentão e Azulão retornam à elite um anos após a queda e se juntam a outras equipes com o mesmo feito; veja exemplos

por Luiz Carlos Éden

Sorocaba, SP, 01 (AFI) - Rebaixados em 2019, São Bento e São Caetano conquistaram o regresso à elite paulista de forma imediata. Finalistas do Campeonato Paulista da Série A2, Bentão e Pequeno Gigante já estão com vaga garantida no próximo Paulistão,

Desde a criação da Lei de Acesso e Descenso (fase profissional) pela Federação Paulista de Futebol (FPF) em 1947 (passou a valer a partir de 1948), além de São Bento e São Caetano, outros clubes também conseguiram a façanha de conquistarem o retorno rápido depois de sofrerem com rebaixamento no Paulistão, ou seja, conquistaram subir já no ano seguinte, após passarem apenas uma temporada na principal divisão de acesso do estadual.
São Caetano garantiu o retorno ao Paulistão após passar pelo XV de Piracicaba (Foto: Rodrigo Corsi/FPF)
São Caetano garantiu o retorno ao Paulistão após passar pelo XV de Piracicaba (Foto: Rodrigo Corsi/FPF)

Confira o histórico da Gangorra do Paulistão:

Ferroviária - Rebaixada em 1965, retornou em 1967 como campeã da Primeira Divisão (Série A2) de 1966.

Noroeste - Rebaixado em 1985, retornou em 1987 como vice-campeão da Segunda Divisão (Série A2) de 1986; Rebaixado em 2009, retornou em 2011 como vice-campeão da Série A2 de 2010.

Comercial - Rebaixado em 1968, ficou inativo em 1969 e foi readmitido na elite pelo Conselho Nacional de Desportos em 1970; Rebaixado em 2012, retornou em 2014 como quarto colocado da Série A2 de 2013.

Araçatuba - Rebaixada em 1993, retornou em 1995 como campeã da Série A2 de 1994.

Juventus - Rebaixado em 1993, retornou em 1995 como vice-campeão da Série A2 de 1994. Rebaixado em 2004, retornou em 2006 como campeão da Série A2 de 2005.

XV de Piracicaba - Rebaixado em 1993, retornou em 1995 como terceiro colocado da Série A2 de 1994.

Mogi Mirim - Rebaixado em 1994, como campeão da 1ª fase da Série A2 de 1995 disputou a 2ª fase do Paulistão do mesmo ano.

Inter de Limeira - Rebaixada em 2003, retornou em 2005 como campeã da Série A2 de 2004.

Guarani - Rebaixado em 2006, retornou em 2008 como segundo colocado do Grupo 2 da 2ª fase da Série A2 de 2007.

Portuguesa - Rebaixada em 2006, retornou em 2008 como campeã da Série A2 de 2007; Rebaixada em 2012, retornou em 2014 como campeã da Série A2 de 2013.

Sertãozinho - Rebaixado em 2008, retornou em 2010 como segundo colocado do Grupo 3 da 2ª fase da Série A2 de 2009.

Rio Claro - Rebaixado em 2008, retornou em 2010 como segundo colocado do Grupo 2 da 2ª fase da Série A2 de 2009.

Guaratinguetá - Rebaixado em 2009, retornou em 2011 como segundo colocado do Grupo 2 da 2ª fase da Série A2 de 2010.

São Bernardo - Rebaixado em 2011, retornou em 2013 como campeão da Série A2 de 2012.

Oeste - Rebaixado em 2014, retornou em 2016 como terceiro colocado da Série A2 de 2015.

Santo André - Rebaixado em 2007, retornou em 2009 como campeão da Série A2 de 2008; Rebaixado em 2018, retornou em 2020 como campeão da Série A2 de 2019.

São Bento passou pelo São Bernardo para voltar ao Paulistão (Foto: Divulgação)
São Bento passou pelo São Bernardo para voltar ao Paulistão (Foto: Divulgação)

FPF define datas e horários das finais da A2

São Bento e São Caetano farão a final do Campeonato Paulista da Série A2, a segunda divisão do estadual. O Bentão, campeão de 1962, buscará o bicampeonato, enquanto que o Pequeno Gigante, campeão de 2000 e 2017, tentará o Tri.

De acordo com a FPF, a grande decisão começa na próxima semana, com jogo de ida agendado para o dia 9 de outubro (sexta-feira), às 15h, no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba. Já a partida de volta será no feriado de segunda-feira (12/10), às 17h, no Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul. Conforme o regulamento, se o placar agregado persistir após 180 minutos de combate, o campeão será conhecido após cobranças de pênaltis.