Palmeiras x Ponte Preta - Macaca seguirá vivendo seu conto de fadas?

Verdão busca se vingar de 2017, quando foi eliminado pela Alvinegra na semifinal

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 01 (AFI) - Em 2020, completaram-se três anos do confronto entre Palmeiras e Ponte Preta pela semifinal do Campeonato Paulista. Em clima de revanche, o Verdão tentará dar o troco da eliminação do passado para voltar à mais uma final estadual. O duelo será neste domingo, às 19h, no Allianz Parque.

Como é jogo único, qualquer empate levará a decisão para os pênaltis. O vencedor avança à final e enfrentará quem passar de Corinthians e Mirassol, que jogarão no mesmo dia, às 16h, na Arena Corinthians.

OLHO NA MACACA!
O conto de fadas da Ponte Preta terá mais um capítulo neste domingo, às 19h, diante do Palmeiras, no Allianz Parque. De virtual rebaixada á Série A2 do Campeonato Paulista, a equipe alvinegra não só garantiu a permanência como também buscou uma classificação dada como impossível por muitos. Se isso não bastasse, eliminou o Santos, nas quartas de final, em plena Vila Belmiro, pelo placar de 3 a 1

Em 2017, Ponte Preta e Palmeiras se encontraram na semifinal, vencida pela equipe campineira com o placar agregado por 3 a 1. Para repetir a façanha, o técnico João Brigatti deverá promover o retorno de Roger ao time titular. O experiente atacante, com passagem pelo time alviverde, entrou bem diante do Santos e poderá ter a responsabilidade de liderar dentro de campo.

Esta, inclusive, é a única dúvida do treinador. Caso Roger seja confirmado, Victor Rangel ficará como opção no banco, que já tem Moisés. O reforço da Ponte Preta marcou contra o Santos e poderá ser o elemento surpresa frente ao Palmeiras, de Vanderlei Luxemburgo.

Palmeiras x Ponte Preta se enfrentam neste domingo
Palmeiras x Ponte Preta se enfrentam neste domingo

"Precisamos seguir com sangue nos olhos e deixar o sangue dentro de campo. Resgatamos a confiança do elenco e estamos colhendo os frutos de todo um trabalho realizando com grande seriedade. Ninguém é campeão de forma antecipa. Precisa mostrar isso dentro de campo. Será um jogo difícil, enfrentaremos uma equipe de muita qualidade, mas já demos mostras do que podemos fazer", falou o treinador.

Caso supere o Palmeiras no próximo domingo, no Allianz Parque, e avance à decisão, time campineiro fatura mais R$ 800 mil e engloba R$ 1,65 milhão em premiação via Campeonato Paulista.

COMO VEM O VERDÃO?
Luxemburgo deixou algumas dúvidas sobre o time do Palmeiras. Em transição, Viña dificilmente irá atuar na semifinal. Com isso, Diogo Barbosa seguirá no setor. No meio de campo, tudo indica para um retorno de Bruno Henrique, mas Gabriel Menino vem sendo muito elogiado por Luxemburgo e poderá sim iniciar novamente entre os titulares.

Na frente, Rony ainda sente incômodos resultantes da última partida, mas deverá figurar entre os 11, ao lado de Luiz Adriano e Willian. Por ser tratar de Luxemburgo, poderá até haver mais alguma surpresa, como, por exemplo, a entrada de Lucas Lima ou Zé Rafael, mas as chances são baixas.

"É mais um jogo difícil como todos do Campeonato Paulista, mas a equipe está evoluindo gradualmente, estamos pegando ritmo de jogo. Praticamente não sofremos contra o Santo André e queremos implantar o mesmo volume de jogo contra a Ponte", falou Luxemburgo.

Ficha Técnica

Fase
Semifinal
Rodada
1ª rodada
Data
02/08/2020
Horário
19h00
Local
Allianz Parque - São Paulo (SP)
Árbitro
Flavio Rodrigues de Souza

Assistentes
Marcelo Carvalho Van Gasse e Alex Ang Ribeiro (SP)

Cartões Amarelos
Palmeiras: Felipe Melo
Ponte Preta: Guilherme Lazaroni, Henrique Trevisan, Darnley, João Paulo

Gols
Palmeiras: Patrick de Paula 45' 1T
Palmeiras
Weverton;
Marcos Rocha, Gustavo Gomez, Felipe Melo (Luan) e Diogo Barbosa;
Patrick de Paula, Gabriel Menino (Gustavo Scarpa) e Ramires (Bruno Henrique);
Rony (Lucas Lima), Luiz Adriano e Willian (Zé Rafael).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Ponte Preta
Ivan;
Apodi (Osman), Wellington Carvalho, Henrique Trevisan e Guilherme Lazaroni;
Dawhan (Danrley), Jeferson (Moisés), Vinícius Zanocelo (Bruno Reis) e João Paulo;
Bruno Rodrigues e Roger (Safira).
Técnico: João Brigatti