Paulistão 2020 contará com sete clubes centenários; Mais velha jamais foi campeã

Dos clubes chamados grandes apenas um não tem 100 anos; Novorizontino é o mais novo

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 20 (AFI) - O Campeonato Paulista abrirá a edição 2020 nesta quarta-feira. Dos 16 integrantes, sete já passaram dos 100 anos. A Ponte Preta é a mais experiente, mas jamais deu a volta olímpica no Estadual. A Macaca tem 119 anos e, o mais perto do título que conseguiu, foi o vice em sete oportunidades (1929, 1970, 1977, 1979, 1981, 2008 e 2017).

Atual tricampeão, o Corinthians é o segundo clube mais experiente entre os participantes do atual Paulistão. O Timão fará 110 anos nesta temporada e buscará seu 31ª troféu estadual. O Guarani, por sua vez, tem um ano a menos. O Bugre, mesmo tendo sido campeão brasileiro, jamais faturou o Paulistão. Foi vice em 1988 e 2012.

Antiga, mas sem título. (Foto: Ponte Preta / Divulgação)
Antiga, mas sem título. (Foto: Ponte Preta / Divulgação)
O Santos, enquanto isso, chegou aos 107 anos com 22 títulos. O Peixe alcançou o número de conquistas do Palmeiras que tem 105 anos. Um ano mais velho que o Verdão, a Inter de Limeira está de volta ao Paulistão após 15 anos. O Leão ostenta o título estadual de 1986. O último clube centenário é o Botafogo. Vice em 2001, o Pantera tem 101 anos.

Dos chamados grandes, o São Paulo é o único que ainda não chegou aos 100 anos. O Tricolor tem 89 anos. Comprado pela Red Bull, o Bragantino chegou aos 92 anos. O clube mais novo é o Novorizontino. Este Tigre não é aquele que se destacou na década de 90. O atual Novorizontino tem apenas nove anos.

Confira a idade dos clubes do Paulistão:

Ponte Preta (119 anos)
Corinthians (109 anos)
Guarani (108 anos)
Santos (107 anos)
Inter de Limeira (106 anos)
Palmeiras (105 anos)
Botafogo (101 anos)
Oeste (98 anos)
Mirassol (94 anos)
Red Bull Bragantino (92 anos)
São Paulo (89 anos)
Ituano (72 anos)
Ferroviária (69 anos)
Santo André (52 anos)
Água Santa (38 anos)
Novorizontino (9 anos)