Após empate, Dudu diz que Palmeiras 'não pode desistir' da briga pelo título

O Verdão está sete pontos abaixo do líder Flamengo e pode ver essa distância aumentar para dez pontos

por Agência Estado

São Paulo, SP, 10 (AFI) - Nem mesmo a possibilidade de a vantagem do Flamengo na liderança do Campeonato Brasileiro subir para dez pontos neste domingo faz o atacante Dudu jogar a toalha na briga pelo título. No sábado, o Palmeiras empatou por 1 a 1 com o Corinthians no Pacaembu e chegou aos 67 pontos, enquanto o rubro-negro, com 74, pode chegar aos 77 se derrotar o Bahia neste domingo no Maracanã.

"A gente tem de esperar. Se o Flamengo perder, tiramos um ponto. A gente sabe que está muito difícil pelos jogos que o nosso adversário vem fazendo, mas enquanto tivermos chances, não podemos desistir", afirmou o jogador após o clássico.

No confronto deste sábado, o Palmeiras foi melhor do que o Corinthians na maior parte da partida e não conseguiu transformar posse de bola em gols. O time, inclusive, saiu atrás no placar, aos 46 minutos do segundo tempo, e buscou o empate na sequência.

"Em jogos assim, se a gente tem um volume grande, tem de fazer os gols. Tomamos um gol, mas conseguimos empatar no final. Poderia ter sido pior. Agora, é levantar a cabeça e trabalhar na semana", disse.

Com o empate deste sábado, o Palmeiras terminará a temporada sem vitórias contra o seu maior rival. No Campeonato Paulista, o time perdeu por 1 a 0 e no Brasileiro empatou os dois confrontos por 1 a 1. Dudu, no entanto, diz ser difícil encontrar explicações para o retrospecto ruim no clássico.

"A gente joga para vencer, mas infelizmente não conseguimos a vitória. Não é por não acreditar, não confiar no trabalho. Infelizmente esse jogo a gente não conseguiu vencer", completou.

O Palmeiras volta a campo no próximo domingo, diante do Bahia, pela 33ª rodada do Brasileirão. A partida será na Arena Fonte Nova, em Salvador.

Mercado da Bola
Contratações
Não houve contratações no período
Palmeiras-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Weverton, Fernando Prass e Jailson

  • Laterais

    Marcos Rocha, Mayke, Diogo Barbosa

  • Zagueiros

    Luan, Gustavo Gomez e Vitor Hugo

  • Volantes

    Felipe Melo e Bruno Henrique

  • Meias

    Gustavo Scarpa, Lucas Lima e Zé Rafael

  • Atacantes

    Dudu, Deyverson, Borja, Carlos Eduardo e Henrique Ceifador

  • Técnico

    Mano Menezes