Com símbolos peruanos, medalhas dos Jogos Pan-Americanos de Lima são apresentadas

A competição terá início no próximo dia 26 de julho

por Agência Estado

Campinas, SP, 11 (AFI) - A organização dos Jogos Pan-Americanos de Lima e a Sociedade Nacional de Minério, Petróleo e Energia (SNMPE) apresentaram oficialmente, nesta quinta-feira, as medalhas de ouro, prata e bronze que serão entregues aos atletas na competição, que terá início em 26 de julho. As medalhas do Parapan também foram reveladas.

Os objetos de ouro, prata e bronze que serão distribuídos aos atletas que subirão ao pódio no grande evento são talhados com símbolos do Peru e têm o objetivo de resgatar o orgulho do país sul-americano. A pedra de 12 ângulos de Cusco, a fortaleza de Kuélap de Chachapoyas e a figura do Candelabro de Ica, todos locais históricos peruanos, foram esculpidos nas medalhas. Nas peças do Parapan, a imagem escolhida foi a do Templo de Pachacamac.

"As medalhas serão sinônimo de orgulho para a organização e para o país, pois serão entregues aos ganhadores um símbolo da "peruanidade" que envolve o esforço de tantos peruanos e um realce à nossa história", disse o presidente do Comitê Olímpico Peruano (COPAL), Carlos Neuhaus.

Foram produzidas 3.028 medalhas para os Jogos Pan-Americanos e 1913 para o Parapan. São 1.582 douradas, 1.582 prateadas e 1.777 de bronze para as duas competições. O ouro utilizado é 24 quilates, a prata de 950 e as de bronze foram produzidas com cobre.

"É um orgulho participar desta maneira nos Jogos de Lima 2019 porque é a ocasião para mostrar ao mundo que o Peru é um país único. Nos permitiram apresentar a nossa riqueza cultural e estamos felizes em contribuir com ouro, prata e cobre", afirmou o presidente da Sociedade Nacional de Minério, Petróleo e Energia (SNMPE), Manuel Fumagalli.

A cerimônia também contou com as presenças de Alberto Valenzuela e Juan Antonio Silva, representantes do Comitê Organizador dos Jogos Pan-Americanos de Lima, e da atleta Claudia Suárez, grande favorita a levar o ouro no paleta frontón, esporte muito popular no Peru e que será disputado pela primeira vez na história da competição.