Goleiro do Náutico corneta companheiros e diz que faltou vontade contra a Ponte

O Timbu entrou em campo desligado e viu a Macaca fazer 2 a 0 com 12 minutos de jogo

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 17 (AFI) - O goleiro Anderson soltou o verbo contra os companheiros depois da derrota do Náutico para a Ponte Preta, por 2 a 0, na noite deste domingo, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

"Desde o primeiro minuto a gente não demonstrou vontade. Em nenhum momento a gente acreditou que poderia vencer o jogo", disse Anderson em entrevista ao repórter Gustavo Biano, da Sportv.

Anderson desabafou após derrota do Náutico (Foto: Caio Falcão/Náutico)
Anderson desabafou após derrota do Náutico (Foto: Caio Falcão/Náutico)
Neste domingo, o Náutico demorou para entrar no jogo. Tanto que a Ponte Preta, aos 12 minutos do primeiro tempo, já vencia por 2 a 0. E o resultado poderia ter sido ainda mais elástico se a Macaca não perdesse tantas chances.

O resultado negativo manteve o Timbu na beira da zona de rebaixamento com os mesmos 39 pontos do Vitória, mas na frente por causa do número de vitórias (9 contra 8).

Anderson tem 22 anos e foi revelado nas categorias de base do Palmeiras. O goleiro passou por CSA, Santa Cruz e Athletico-PR antes de ser contratado pelo Náutico na temporada passada.