Mirassol tem retorno na defesa e busca outra 'façanha' para ir à final do Paulistão

Para encarar o Corinthians, neste domingo, pelas semifinais, o técnico Ricardo Catalá contará com o retorno do lateral-esquerdo Frank

por Agência Futebol Interior

Mirassol, SP, 31 (AFI) - Depois de uma verdadeira façanha na última quarta-feira, quando venceu às quartas de final pelo placar de 3 a 2 e eliminou o São Paulo em pleno Morumbi, o Mirassol se prepara para outro grande desafio, agora válido pela semifinal do Paulistão, fase que a equipe chega pela primeira vez neste formato de disputa. No domingo, o time mirassolense encara o Corinthians, na Arena Itaquera, às 16h, sonhando em avançar à grande decisão.

Nesta fase semifinal não há vantagem para nenhum dos lados, apenas o mando de campo. Em caso de empate, o duelo irá para os pênaltis.

RETORNO, PREPARAÇÃO E FOCO NO ADVERSÁRIO
Para essa partida histórica para o Mirassol, o técnico Ricardo Catalá não deve fazer grandes mudanças no time titular que começou o jogo contra o São Paulo. A única novidade fica por conta do retorno do lateral-esquerdo Frank, que estava de fora da equipe desde a paralisação, por conta de uma lesão muscular.

A formação inicial deve ser a mesma que vence o São Paulo
A formação inicial deve ser a mesma que vence o São Paulo
Mesmo liberado pelo Departamento Médico, o atleta deve começar a partida no banco de reservas como opção. Em entrevista coletiva virtual, nesta sexta-feira, o comandante do Mirassol falou sobre as dificuldades de encarar o Corinthians e sobre a preparação para essa semifinal, mesmo longe da sua cidade sede, já que a equipe seguiu em São Paulo entre um jogo e outro.

"Prevejo uma partida duríssima. O time do Corinthians está muito mais acostumado a jogar esse tipo de partida decisiva, do que a nossa equipe, e irá jogar em seu estádio e por todos esses elementos, são favoritos. Mas, nos, assim como fizemos em toda competição e na partida contra o São Paulo, vamos tentar manter nosso estilo de jogo e nossa organização, para quem sabe surpreender e chegar a essa tão sonhada final", disse o comandante que ainda continuou.

"É sempre um pouco mais complicado se preparar, do ponto de vista de treinamento, já que estamos distantes da nossa cidade. Mas, assim como fizemos nas últimas partidas, estudaremos o material de vídeo e passaremos todas as informações aos jogadores, com intuito de preparar eles 100% para esse grande desafio".

PROVÁVEL ESCALAÇÃO
Até por conta disso, o técnico Ricardo Catalá deve mandar a campo à seguinte escalação: Kewin; Daniel Borges, Danilo Boza, Reniê e Moraes; Alison Silva, Du, Kauan e Juninho; Zé Roberto e Bruno Motta.