Conheça os 12 treinadores que estarão no Campeonato Mineiro 2020

O Placar ao Vivo do Portal Futebol Interior acompanhará todos os jogos ao vivo das competições

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 20 (AFI) - A bola vai rolar no Campeonato Mineiro. Na terça-feira, o torneio iniciará com 12 equipes disputando o tão sonhado título. O Portal Futebol Interior, então, resolveu trazer um pouco de cada treinador que participará da competição. Confira abaixo:

Confira os 12 técnicos do Campeonato Mineiro

AMÉRICA-MG (Felipe Conceição)

O América Mineiro apostou na manutenção do treinador, que bate una trave de conquistar o acesso na Série B do Campeonato Brasileiro. Felipe Conceição ficou no Coelho, assim como boa parte daquele elenco. O comandante, de 40 anos, começou a carreira como interino no Botafogo, até ser oficializado no cargo.

ATLÉTICO-MG (Rafael Dudamel)

O Atlético entra no torneio como o grande favorito ao título, ainda mais com a crise vivida pelo arquirrival Cruzeiro. O Galo balançou Belo Horizonte ao tirar Rafael Dudamel da seleção da Venezuela. O ex-goleiro, de 47 anos, ficou marcador por reabilitar o futebol de seu país. Em clubes, tem trabalhos por Deportivo Lara, e Estudiantes de Mérida.

Dudamel é o técnico mais badalado do Mineiro
Dudamel é o técnico mais badalado do Mineiro

BOA ESPORTE (Nedo Xavier)

Nedo Xavier está comandando o Boa Esporte pela 12ª vez em sua ampla carreira. Com 67 anos, o treinador rodou pelo futebol brasileiro. Conquistou dois estaduais, por: Coritiba, em 1999, e Atlético Mineiro, em 2000. Foi vice-campeão da Série C, em 2010, pelo Ituiutaba.

CALDENSE (Marcos Paulo Grippi)

Com 38 anos, Marcos Paulo Grippi vai para sua segunda temporada no comando da Caldense. O treinador estava no Grêmio Osasco e se transferiu para Veterana, a partir de uma parceria entre o time mineiro e um grupo de empresários.

COIMBRA (Diogo Giacomini)

O Coimbra segurou o técnico que o levou para a elite do Campeonato Mineiro com o título do Módulo II. Graduado em Educação Física, o técnico de 39 anos tem passagens pelas categorias de base do Palmeiras, Altético Mineiro e Cruzeiro.

CRUZEIRO (Adilson Batista)

Rebaixado com o Cruzeiro na temporada passada, Adilson Batista, 51 anos, foi confirmado como técnico da Raposa em 2020, com o claro objetivo de levar o clube novamente para a Série A do Brasileiro. Bicampeão estadual pela equipe celeste, o comandante já rodou por São Paulo, Santos, Vasco da Gama, Ceará, entre muitos outros.

Adilson Batista terá a missão de reabilitar o Cruzeiro - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Adilson Batista terá a missão de reabilitar o Cruzeiro

PATROCINENSE (Thiago Oliveira)

Thiago Oliveira, 38 anos, é conhecido no futebol paulista por passagens no Taobão da Serra, Batatais e Penapolense. Em Minas, comandou a Caldense. É a nova aposta do Patrocinense para o Estadual.

TOMBENSE (Eugênio Souza)

Eugêio Souza, 56 anos, é conhecido no futebol mineiro com passagens por Villa Nova, Tupi, Ipatinga, Democrata, URT, Caldense, Uberlândia e Nacional. É a terceira passagem pela equipe de Tombos.

TUPYNAMBÁS (Paulo Campos)

Com 62 anos, Paulo Campos, multicampeão na Arábia Saudita, já rodou por muitos clubes do futebol brasileiro, a exemplo de Tupi, Guaratinguetá, Resende, Duque de Caxias. Já foi também auxiliar técnico na seleção olímpica. Comandatá no Tupynambás jogadores como o atacante Ademilson e o lateral-esquerdo Lúcio.

URT

URT vai apostar na experiência de Ademir Fonseca para tentar permanecer na divisão. Com 57 anos, o treinador, campeão paulista com o Ituan o em 2002, e alagoano, em 2013, pelo RB, já comandou Guarani, Oeste, Santo André, São Caetano, Botafogo-PB, Ferroviário-CE, Fortaleza, Goiás, e muitos outros.

UBERLÂNDIA (Felipe Surian)

Felipe Surian, 38 anos, já é conhecido em Minas Gerais por ter feito boa parte de sua carreira no Tupi. Comandou também a Caldense e o Villa Nova, além de Volta Redonda-RJ e América-RN. Foi campeão da Série D com o Voltaço, em 2016.

VILLA NOVA (Emerson Ávila)

Emerson Ávila, 52 anos, foi vice-campeão brasileiro da Série B com Ipatinga, em 2008. Dirigiu também times da base de Corinthians e Cruzeiro.