Liga Europa: Ex-Santos, brasileiro não viaja à Itália por medo de prisão, diz jornal

Mariolina Panasiti, juíza da nona seção do Tribunal de Milão, condenou Robinho em 2017 por estupro coletivo

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 19 (AFI) - Atualmente no Istanbul Basaksehir, da Turquia, o atacante brasileiro Robinho não enfrentará a Roma nesta quinta-feira pela estreia da Liga Europa. Segundo o jornal espanhol AS, o clube estaria com medo de que o atleta seja detido por causa da condenação de estupro coletivo.

CONDENAÇÃO EM 2017

Mariolina Panasiti, juíza da nona seção do Tribunal de Milão, condenou em 2017 o atacante, que estava no Atlético Mineiro, a nove anos de prisão por "violência sexual em grupo" contra uma jovem albanesa.

Foto: Divulgação / Istanbul Basaksehir
Foto: Divulgação / Istanbul Basaksehir
O CASO

O caso ocorreu em 22 de janeiro de 2013, quando o jogador defendia o Milan e a vítima tinha 22 anos.

Segundo a investigação, o ato teve a participação de mais cinco pessoas.

O atleta sempre negou as acusações.

FORA DA LISTA

Robinho foi titular no último final de semana pelo Campeonato Turco e o clube não deu motivos para sua ausência na lista de relacionados para o duelo com a Roma.