Pirlo dispensa Higuaín na Juventus e elogia Arthur e a dupla CR7 e Dybala

Sobre Arthur, envolvido em uma negociação que teve a ida do meia bósnio Miralem Pjanic ao Barcelona, o técnico foi só elogios

por Agência Estado

Campinas, SP, 25 - A Juventus iniciou um novo ciclo nesta semana com a chegada do ex-meia Andrea Pirlo como técnico do clube, em substituição a Maurizio Sarri, para a próxima temporada. Nesta terça-feira, o ex-jogador concedeu sua primeira entrevista coletiva e falou de suas expectativas e do que pretende implantar de filosofia no elenco. Fez elogios ao volante brasileiro Arthur, recém contratado junto ao Barcelona, à dupla de ataque Cristiano Ronaldo e Dybala e deixou claro a sua intenção de não contar mais com o centroavante argentino Gonzalo Higuaín.

"Falei com Higuaín, o respeito muito, mas decidimos que as estradas devem se separar. Falamos diretamente com ele. É um grande campeão, mas os ciclos se encerram", afirmou Pirlo sobre o jogador de 32 anos que chegou à Juventus em 2016 vindo do Napoli. Em Turim, no entanto, não o mesmo dos tempos do clube do sul da Itália e do Real Madrid. Chegou até a ser emprestado entre 2018 e 2019 ao Milan e ao Chelsea.

Pirlo dispensa Higuaín na Juventus e elogia Arthur e a dupla CR7 e Dybala
Pirlo dispensa Higuaín na Juventus e elogia Arthur e a dupla CR7 e Dybala
NOVO REFORÇO
Sobre Arthur, envolvido em uma negociação que teve a ida do meia bósnio Miralem Pjanic ao Barcelona, o técnico foi só elogios. "Arthur é um bom jogador, já o vimos no Barcelona e na seleção (brasileira). É um meia de construção que pode desempenhar várias funções, como todos os jogadores de qualidade. Será muito útil durante a temporada", disse.

Pirlo revelou que já conversou com o craque português Cristiano Ronaldo e exaltou a sua dupla com o argentino Dybala.

"Falei com o Ronaldo há uns dias, antes de começar. Ontem (segunda-feira) conversamos todos. Teremos tempo para conversar sobre os aspectos técnicos. Dybala nunca esteve no mercado, faz parte do projeto, é tão importante para mim como para todas as outras pessoas. A convivência entre eles? Os jogadores de qualidade podem jogar juntos, desde que haja sacrifício e abnegação por parte de todos. Quanto mais jogadores de qualidade houver, maiores serão as chances de vencer. Mas é necessário dedicação de todos", avaliou.

GRANDE CHANCE
Sem modelos fixos de jogo, como ele mesmo afirmou, Pirlo se diz feliz com a oportunidade de comandar o time principal da Juventus - antes comandava a equipe sub-23, que disputa a Série B italiana.

"Estou convencido de que estou no lugar certo na hora certa. Senti-me imediatamente à vontade, conheci muitas pessoas com quem tinha trabalhado. Taticamente poderíamos jogar com quatro ou três defensores. Não tenho modelos fixos. Quero trazer de volta o entusiasmo, propor um futebol proativo com grande domínio do jogo. Eu disse duas coisas para os meninos: vocês sempre têm que ter a bola e quando você perde, você deve recuperá-la rapidamente", completou.