Árbitro relata ofensas de pessoal do Inter: "Ladrão, vagabundos, safado..."

Wilton Pereira Sampaio chegou a parar o jogo durante o primeiro tempo por causa da ira dos colorados

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 26 (AFI) - O árbitro goiano Wilton Pereira Sampaio não deixou barato os xingamentos durante o empate sem gols entre Internacional e Corinthians no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele relatou tudo na súmula.

Relatado tudo na súmula. (Foto: CBF / Divulgação)
Relatado tudo na súmula. (Foto: CBF / Divulgação)
"Ao final do primeiro tempo, quando a equipe de arbitragem se dirigia para o vestiário, os dirigentes citados acima, se posicionaram na mureta que separa a arquibancada do campo de jogo, próximo ao túnel de acesso à zona mista, e permaneceram contestando ofensivamente a arbitragem com as seguintes palavras: ladrão, quadrilha, vagabundos, filho da puta, safado, vai roubar outro", escreveu o juizão.

Quem estava na mureta aos berros, segundo o árbitro: o presidente Alessandro Barcellos, o vice-presidente Arthur Caleffi, o vice de futebol João Patrício Herrmann e o coordenador científico Rafael Barleze.

Wilton Pereira Sampaio chegou a parar o jogo durante o primeiro tempo por causa da ira dos colorados que reclamaram de gols anulados, pênalti desmarcado e VAR em ação. Com o empate, o Inter se manteve na fila e viu o Flamengo faturar o título.