Inglês: Everton demite técnico português Marco Silva após goleada para o rival Liverpool

Everton indica que não tem um substituto definido, mas que pretende anunciar uma reposição para Marco Silva o mais rápido possível

por Agência Estado

São Paulo, SP, 05 (AFI) - A goleada de 5 a 2 sofrida para o rival Liverpool, na quarta-feira, no clássico local pelo Campeonato Inglês, foi a gota d´água para a direção do Everton. Com o time fazendo péssima campanha na temporada - está na zona de rebaixamento da competição nacional -, o técnico português Marco Silva foi demitido do cargo nesta quinta.

Em uma nota oficial divulgada em suas redes sociais, o Everton indica que ainda não tem um substituto definido, mas que pretende anunciar uma reposição para Marco Silva o mais rápido possível. Especulações da imprensa inglesa falam até do compatriota Jorge Jesus, atualmente no Flamengo.

"O Everton Football Club pode confirmar que o técnico Marco Silva deixou o clube. O conselho de diretores, o presidente Bill Kenwright e o acionista majoritário Farhad Moshiri gostariam de agradecer a Marco pelo serviço nos últimos 18 meses e desejar o melhor para seu futuro. O clube tentará confirmar um técnico permanente o mais rápido possível", informou o Everton.

Um ano e seis meses de Marco Silva. (Foto: Everton / Divulgação)
Um ano e seis meses de Marco Silva. (Foto: Everton / Divulgação)
POUCO TEMPO...
A demissão de Marco Silva ocorre depois de um ano e seis meses de sua chegada ao clube de Liverpool. A desconfiança sobre o trabalho do treinador era muito grande, desde o início da atual edição do Campeonato Inglês. Na atual temporada, o Everton vem brigando contra o rebaixamento - com apenas 14 pontos conquistados nas primeiras 15 rodadas, ocupa a 18.ª colocação.

Marco Silva, de 42 anos, estava no comando do Everton desde maio de 2018 e acumulou 24 vitórias, 12 empates e 24 derrotas em 60 jogos. Duncan Ferguson assumiu temporariamente o cargo e será o técnico interino na partida contra o Chelsea, neste sábado, em Liverpool. O clube tem os brasileiros Richarlison (ex-Fluminense) e Bernard (ex-Atlético-MG) em seu elenco.