Série B: Torcida do Guarani cobra elenco em conversa antes do treinamento

Os torcedores foram autorizados pela diretoria para se reunirem com os jogadores nesta terça-feira

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 27 (AFI) - O clima no Brinco de Ouro da Princesa não é dos melhores. Antes do treinamento desta terça-feira, torcedores protestaram contra a péssima campanha realizada pelo Guarani na Série B do Brasileiro e tiveram uma conversa com os jogadores.

Um grupo de torcedores soltaram rojões e chamaram o time de "sem vergonha" em frente ao Brinco de Ouro da Princesa e só conseguiram entrar no estádio para uma conversa com o elenco após liberação da diretoria. A imprensa teve que deixar o gramado durante a reunião, que teve tom de cobrança.

Torcida do Guarani foi protestar e conversar com o elenco nesta terça-feira
Torcida do Guarani foi protestar e conversar com o elenco nesta terça-feira

Apresentado nesta terça-feira como novo diretor de futebol do clube, o experiente Estevam Soares disse que o momento é de união para tirar o Guarani da situação delicada na qual se encontra. Com apenas 13 pontos, o Bugre é o lanterna da Série B.

"Quanto as manifestações, a torcida tem direito, mas o momento não é de acuar jogador, querer bater. O momento é de ajudar. O objetivo principal do Guarani é manter a equipe na Série B de 2020. O momento é de união", afirmou o dirigente bugrino.

O Bugre vem de quatro derrotas seguidas e tem seis pontos a menos que o Vitória, primeiro time fora da zona de rebaixamento. Além disso, o clube ainda não definiu quem será o substituto de Roberto Fonseca, demitido na semana passada.

MAIS UM
Além de Xandão, o Guarani acertou nesta terça a rescisão contratual do também zagueiro Bruno Silva, que sequer estreou. O defensor assinou com o Bugre depois de deixar o Vasco na Gama na Justiça, mas seu vínculo com o clube carioca acabou sendo retomado.