Série B: Estevam Soares se declara ao Guarani em apresentação: 'Foi e é a minha vida'

Treinador do clube no fim da década de 90, profissional chega ao Brinco de Ouro para assumir o Departamento de Futebol

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 27 (AFI) - Estevam Soares está de volta ao Guarani. Treinador entre os anos 1998 e 1999 e jogador na década de 70, o profissional de 63 anos retorna ao Brinco de Ouro para assumir as tarefas do Departamento de Futebol, vago desde as demissões de Fumagalli, Marcus Vinícius e Gabriel Remédio, na última quarta-feira.

Horas depois de desembarcar em Campinas, o paulista de Cafelândia foi apresentado oficialmente em entrevista coletiva e revelou enorme gratidão pelo clube.

"É uma satisfação retornar ao Brinco de Ouro após 20 anos. Dos meus 47 anos de futebol, passei quase dez, nos dois períodos, aqui nesta casa. Estive aqui como jogador, auxiliar, treinador profissional e na base. Fiquei feliz quando recebi o telefonema hoje do Giba Moreno. Aceitei o convite mesmo sendo em função diferente ao exercido nos últimos anos. Em se tratando de Guarani, não pude pensar duas vezes. Guarani foi e é a minha vida", revelou.

Estevam Soares chega para revigorar o Guarani, atual lanterna na Série B
Estevam Soares chega para revigorar o Guarani, atual lanterna na Série B

REMONTAGEM

Estevam terá de usar sua larga experiência no futebol para reformular o elenco bugrino. A ideia do novo diretor é dar vida aos atletas com pouco rendimento nos últimos tempos e ir ao mercado na busca por, ao menos, quatro reforços para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro, competição na qual o Alviverde é lanterna com apenas 13 pontos.

"É claro que mudanças já estão sendo discutidas. Vou fazer uma análise em cima do que penso. Será compartilhada com todos daqui. Em qualquer setor da vida, as coisas só andam se houver uma comunhão. De acordo com o que foi me passado, o Guarani precisa de quatro ou cinco contratações. Precisam ser pontuais. A margem de erro foi esgotada. Ela é mínima. Temos de trazer o nome certo, de confiança", comentou.

"Temos de tentar recuperar alguns atletas que podem render mais do que o atual momento. Será até uma missão minha fora do campo, lá dentro do vestiário. Vim ao Guarani para ser o Diretor de Futebol, independente da denominação. O meu pensamento passa por vencer o Londrina", concluiu.