Dérbi 194: Fonseca aponta muitos erros no Guarani, mas diz que derrota foi injusta

Nas suas justificativas, porém, ele admitiu alguns detalhes que acabaram determinando a derrota.

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 11 (AFI) – O técnico Roberto Fonseca, do Guarani, foi enfático ao abrir a entrevista coletiva, ainda nos vestiários do Majestoso, sobre a derrota para a Ponte Preta por 1 a 0, neste domingo cedo, no Dérbi 194 válido pela 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B:

“Não foi um resultado justo”.

Nas suas justificativas, porém, ele admitiu alguns detalhes que acabaram determinando a derrota.

“Deixamos em alguns momentos de propor o jogo e levamos um gol de cobrança lateral, o que é ruim, porém, acontece no futebol. O jogo foi nervoso, porque era um clássico e cada detalhe é importante. Acho que deixamos de ousar, o que era necessário” – explicou Fonseca.
Roberto Fonseca quer manter o foco
Roberto Fonseca quer manter o foco

NÃO FEZ O COMBINADO
O técnico ainda lembrou que o time não fez em campo tudo que foi trabalhado durante a semana, se não ele acredita que a história teria sido diferente.

“No intervalo eu falei com eles, que precisaríamos fazer o combinado. Faltou ao nosso time ser mais agressivo e mais contundente. É preciso lembrar que o calor atrapalhou o jogo e também nosso time e eles tiveram ainda a vantagem da torcida a favor”.

Mas para Roberto Fonseca, o time foi bem na marcação pelo alto e nas jogadas paradas do rival e ainda teve chances lá na frente.

"Nós treinamos bem as bolas paradas, porque os jogadores da Ponte Preta são bem altos. Fomos bem nisso. Tivemos também um ou duas chances com um Vitor Feijão lá na frente, além de um lance no primeiro tempo que quase marcamos. Ali poderia mudar a história do jogo" - lamentou o treinador bugrino.

Ele se referiu num lance ocorrido aos 9 minutos, quando Bruno Souza cobrou falta e Deivid tocou para fora, na principal chance do Guarani neste Dérbi 194. A defesa vacilou e parou pedindo impedimento. O lance era legal.

MANTER OBJETIVO
Para o técnico é preciso manter o objetivo de recuperar o time e tirá-lo da zona do rebaixamento. Agora é penúltimo colocado, com 13 pontos.

“Nossa meta é deixar o Guarani na série B em 2020. E vamos continuar trabalhando para isso” – prometeu Fonseca, que vinha de uma sequência positivo no comando do time, conquistando sete pontos em nove disputados. Inclusive na última rodada tinha vencido o líder Bragantino por 1 a 0.

Depois ele completou:

“Se a gente tivesse vencido a gente teria que abaixar a adrenalina.

Agora com a derrota, nós vamos manter o trabalho com o grupo mostrando que é possível ganhar jogos e somar os pontos suficientes para nos manter na Série B.

Inclusive já estamos prensando no próximo jogo" – lembrou Fonseca.

O Guarani vai enfrentar o Vila Nova-GO, na próxima sexta-feira, pela 16.ª rodada no Brinco de Ouro.

“Vamos precisar do apoio de nossa torcida. Todos juntos vão deixar o Guarani numa posição que merece” – concluiu.