Novo técnico, time titular, saídas e contratações: o que mudou no Guarani em um mês

Roberto Fonseca chegou, mudou a escalação, enquanto atletas chegaram e deixaram o clube

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 11 (AFI) - Se a pausa da Copa América foi positiva ou negativa para o Guarani, apenas a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro. Mas neste período de um mês desde o último jogo até esta sexta-feira, quando o time pega o CRB, às 19h15, em Maceió, muita coisa mudou no Bugre.

O Futebol Interior apresenta a seguir os itens que de alguma forma tiveram alteração.

NOVO TÉCNICO

Quando atuou e perdeu por 1 a 0 para o Coritiba em 11 de junho, o técnico era Vinícius Eutrópio. Porém, um dia após o resultado negativo, ele foi demitido e em seu lugar assumiu Roberto Fonseca.

O primeiro passo do treinador foi trabalhar o sistema defensivo, uma vez que o time sofreu nove gols em oito jogos na Série B, para depois priorizar o ataque.

Roberto Fonseca chegou. (Foto: Letícia Martins/GuaraniPress)
Roberto Fonseca chegou. (Foto: Letícia Martins/GuaraniPress)

"Eu acredito que os ajustes não foram só para um setor. Quando se fala em organização, linhas, compactação, valem para defesa e ataque. Toda organização tem de partir de um princípio. Tem um alicerce até chegar no outro extremo. Foi em cima disso em que trabalhamos. Somente os jogadores poderão colocar em prática o que foi trabalhado e espero que tenhamos êxito daqui para frente", disse Fonseca.

SAÍDAS

Fora dos planos do clube e do novo treinador, alguns jogadores deixaram o Bugre e outros ainda podem sair. São os casos do goleiro Giovanni, titular até a parada e muito criticado pela torcida, o zagueiro Thalisson Kelven, o lateral Léo Príncipe, o volante Fabrício Costa, o meia Carlinhos e os atacantes Jefferson Nem, Álvaro e Douglas Silva.

Por outro lado, o jovem das categorias de base, Matheusinho, estava nos planos, mas foi emprestado ao Grêmio até o final da temporada.

O zagueiro Xandão, o lateral-esquerdo Inácio, o meia Rondinelly e o atacante Felipe Amorin seguem treinando, mas não devem ser utilizados pelo treinador e esperam propostas para sair.

CONTRATAÇÕES

Se jogadores saem, outros têm que chegar. Foram ao todo seis reforços anunciados neste período. São eles os zagueiros Bruno Silva e Luiz Gustavo, os meias Filipe Cirne e Bady e os atacantes Vitor Feijão e Michel Douglas.

Destes, o primeiro e o último devem ser titulares, enquanto os demais viram opções no banco.

CLASSIFICAÇÃO

Vice-lanterna com cinco pontos, a pressão é grande para melhorar o posicionamento e o desempenho, daí a troca no comando técnico.

A equipe só venceu um jogo até aqui, daí imagina-se que a pausa para a Copa América foi positiva para que as ideias do novo técnico pudessem ser implantadas.

Time titular também mudou. (Foto: Letícia Martins/GuaraniPress)
Time titular também mudou. (Foto: Letícia Martins/GuaraniPress)

TIME TITULAR

Expostos os itens anteriores, conclui-se que a formação titular também mudou. São cinco mudanças de nomes e uma outra de função do time que perdeu em casa para o Coritiba para aquele que deve entrar em campo nesta sexta.

No último jogo com Vinícius Eutrópio, os titulares foram: Giovanni; Lenon, Ferreira, Bruno Lima e Armero; Deivid, Ricardinho e Igor Henrique; Mateusinho, Davó e Eder Luis.

Agora, Roberto Fonseca altera o goleiro, o companheiro de zaga de Ferreira, tira um volante para colocar um meia armador (recua Igor Henrique e monta dupla de volantes que qualifica a saída de bola) e troca dois dos três atacantes.

Assim sendo, Jefferson; Lenon, Ferreira, Bruno Silva e Armero; Igor Henrique, Ricardinho e Arthur Rezende; Diego Cardoso, Michel Douglas e Eder Luis devem começar o duelo contra o CRB.