Fortaleza aproveita parada para buscar reforços, mas nega 'reformulação'

A prioridade no momento é um zagueiro experiente, mas que caiba no orçamento do clube

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 17 (AFI) – A parada para a Copa América não poderia vir em um momento melhor para o Fortaleza. O time campeão da Copa do Nordeste e do Campeonato Cearense vinha de uma maratona de jogos, desgastando o elenco. Com tempo para descansar, o técnico Rogério Ceni começa a desenhar o segundo semestre no Campeonato Brasileiro e já avisou que está no mercado buscando pelo menos três reforços.

A prioridade no momento é um zagueiro experiente, mas que caiba no orçamento do clube. Bruno Uvini, revelado nas categorias de base do São Paulo e hoje no futebol da Arábia Saudita, foi oferecido ao Fortaleza, mas não agradou o Departamento de Futebol. Com 28 anos, ele é titular no Al Nassr e foi campeão nacional, mas não joga desde o início de maio.

Daniel de Paula Pessoa, diretor de futebol do Fortaleza
Daniel de Paula Pessoa, diretor de futebol do Fortaleza
O clube também monitora um meia e mais um atacante de velocidade. A presença ativa no mercado fez com que o torcedor do Fortaleza especulasse uma lista de dispensa no clube, para abrir espaço na folha salarial. Mas o diretor de futebol Daniel de Paula Pessoa rechaçou a ideia: “S e porventura houver acerto entre nós (diretores) que alguma peça precisa ser trocada, a gente vai fazer, mas não há lista de dispensa organizada”.

Mas, antes da chegada de reforços, o Fortaleza precisou oficializar a saída do preparador de goleiros Haroldo Lamounier. Ele foi contratado como indicação de Rogério Ceni, com quem trabalhou no São Paulo. O clube nega, mas a imprensa local confirma que o profissional se desentendeu com o treinador e pediu para rescindir o contrato – já não havia clima para continuar o trabalho.