Empresário de Dodi cobra valorização do Fluminense para a permanência do atleta

O contrato de Dodi com o Flu se encerra no final deste ano

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 30 (AFI) - A novela entre Fluminense e a renovação com Dodi, titular absoluto do Tricolor, parecem estar um pouco distante de acabar. As propostas feitas pelo clube carioca não agradaram os empresários do jogador, principalmente Carlos Escuro, que cobrou a valorização do atleta por parte do clube das Laranjeiras. O contrato de Dodi com o Flu se encerra no final deste ano.

PRIORIDADE TRICOLOR

O empresário do jogador comentou as falas do presidente do Flu, Mário Bittencourt, afirmou que a prioridade é do clube carioca e aproveitou para pedir que o atleta seja valorizado, visto à importância de Dodi ao Fluminense.
Foto: Divulgação / Fluminense
Foto: Divulgação / Fluminense

"Não estou fazendo leilão nenhum. E continuo afirmando: a preferência é do Fluminense, se valorizar o atleta. Se o Fluminense não valorizar o atleta, nós seremos obrigados a informar que não vai ficar no Fluminense", afirmou Escuro.

DESVALORIZAÇÃO

Carlos Escuro criticou a postura do Fluminense, que ofereceu um salário de R$100 mil para o atleta, com aumento nos anos seguintes, chegando até R$130 mil. Para Escuro, isso é uma desvalorização enorme com o jogador.

"Nós queremos uma valorização. Isso não é valorização. Eu sei que há casos e casos. Sabemos que há jogadores no grupo que ganham muito mais do que isso. Tem meninos que estão subindo da base que ganham mais ou a mesma coisa que o Dodi. Eu acho que ele que tem que valorizar o menino", disse o empresário.

CONTRAPROPOSTA

Segundo o responsável pelo atleta, essa foia terceira proposta felita pelo Tricolor, que reclamou por não ter sido feita uma contraproposta. Carlos afirmou que essa proposta será feita nos próximos dias.

"Como são três pessoas que vão decidir isso, eu tenho que saber o que os outros pensam também e na reunião vamos decidir isso. Acho que o mais interessante é formalizarmos uma proposta para eles. Vamos formalizar. Vamos nos reunir nos próximos dias e passar uma contraproposta para eles", comentou Carlos Escuro.