Calazans celebra volta ao Flu e diz que pensou em parar após agressão de flamenguistas

Agredido por flamenguistas, jogador foi obrigado a passar por cirurgia e ficou um ano sem disputar jogo oficial

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 10 - Após mais de um ano afastado, o atacante Marcos Calazans voltou a defender o Fluminense em uma partida oficial na última segunda-feira, na goleada por 4 a 0 sobre Paraná pelo Brasileirão. Se agora o jogador vive a alegria pelo retorno, ele mesmo admitiu que pensou em se aposentar após as duas cirurgias no joelho direito, principalmente após a segunda, fruto de uma agressão de torcedores do Flamengo.

"Depois da agressão, passou muita coisa na minha cabeça. Realmente, pensei em parar, mas as pessoas que me cercam conversaram comigo e tiraram isso da minha cabeça. É maravilhoso voltar, estou muito feliz.

Calazans tenta reiniciar a carreira após lesão grave
Calazans tenta reiniciar a carreira após lesão grave

Poder entrar em campo, ajudar de novo a equipe, é sempre bom, o sentimento é o melhor possível. Eu me senti muito bem na parte física e técnica", declarou nesta quarta-feira.

LESÃO GRAVE
Marcos Calazans rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho em agosto do ano passado, em confronto com o Atlético-GO pelo Brasileirão. No fim daquele ano, após passar pela primeira cirurgia, foi agredido por torcedores do Flamengo na noite da decisão da Copa Sul-Americana daquele ano, entre o time rubro-negro e o Independiente. Como resultado, teve uma nova lesão no joelho e precisou ser operado novamente.

O jogador explicou que a relação com o Fluminense foi primordial para seu retorno.

"A minha relação com o Fluminense é a melhor possível. Estou há oito anos no clube. Todos me conhecem. Sou muito grato a todos por tudo o que fizeram por mim", comentou.

SONHO DE GAROTO
Agora, o jovem de 22 anos tem novos sonhos para o fim do ano.

"Eu ainda busco meu primeiro gol, terminar o ano como titular seria muito bom também. Mas são coisas que eu busco aos poucos. Faltaria o título da Sul-Americana. Coroaria nosso ano, nosso trabalho. Terminar bem o Brasileirão também, buscar os pontos para brigar por uma vaga na Libertadores, nos faria muito feliz."

 
 
" />