Hugo comemora depois de ter noite de estrela no Flamengo: 'É um sonho para mim'

Ele praticamente garantiu a vitória, com duas grandes defesas e ainda por ter defendido um pênalti cobrado por Walter

por Agência Estado

Curitiba, PR, 29 (AFI) - Desta vez não foram as conhecidas estrelas que brilharam no Flamengo, como Bruno Henrique, Éverton Ribeiro e Pedro. O grande destaque na vitória por 1 a 0 sobre o Athletico-PR, nesta quarta-feira à noite, na Arena da Baixada, foi o goleiro Hugo Souza.

Ele praticamente garantiu a vitória na abertura das oitavas de final da Copa do Brasil, com duas grandes defesas e ainda por ter defendido um pênalti no segundo tempo.

O jovem goleiro, de 21 anos, diz estar vivendo um sonho.

"Isso é um sonho para mim, que desde garoto estou no clube e pensando um dia jogar no time principal. Acho que estou ajudando o grupo e o mais importante nesta noite foi a vitória", explicou o herói da noite que roubou a cena do estrelado time carioca e chamou a atenção dos holofotes.

Walter não acredita nas defesas de Hugo
Walter não acredita nas defesas de Hugo

SEQUENCIA IMPORTANTE
Para o jovem de 1,96m de altura, o que o ajudou bastante nesta noite foi a sequência recente de partidas. Este foi seu nono jogo como titular.

"Nem acreditei quando fui chamado, mas me concentrei e fiz o melhor, porque sabia do meu potencial. Mas agora é preciso dar continuidade ao trabalho", concluiu.

Hugo fez grande defesas. Aos 10 minutos espalmou o chute forte e alto de Walter, mandando para escanteio. Aos 18, fez uma defesa no canto num chute rasteiro de Reinaldo. Após espalmar, a bola ainda tocou na trave e voltou nas suas mãos.

O ápice aconteceu aos 31, quando Walter foi determinado ao pegar a bola para a cobrança de pênalti. Até chutou forte, mas Hugo saltou, a bola tocou em suas mãos e o rebote acabou aliviado pela defesa.

GOLEIRO COMEMORA PENALTI DEFENDIDO


VALEU, NENECA!
A alegria após o jogo era tanta que ele pouco se importar com os tapinhas nas costas acompanhados pelas palavras: “Valeu, Neneca!”.

Este é seu apelido, que já foi utilizado por outros goleiros ao longo dos anos. O primeiro a ficar famoso foi Neneca, que passou pelo Londrina, América-MG e Náutico e em 1978 sagrou-se campeão brasileiro pelo Guarani.

Parece que o Flamengo acaba de revelar um grande goleiro, justamente, num momento em que discute a renovação do consagrado Diego Alves, que deve assinar até o final de 2022. As negociações ainda estão em andamento, mas existe a perspectiva positiva de acerto pelas duas partes.