Luto! Morre no Rio de Janeiro lendário atacante que foi ídolo de Corinthians e Flamengo

Silva Batuta será sepultado nessa quarta-feira no Rio de Janeiro em cerimônia íntima para familiares

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 30 (AFI) - O ano de 2020 está sendo marcado pela morte de jogadores lendários. Na noite dessa terça-feira morreu um dos maiores atacantes do futebol brasileiro: Silva Batuta, que estava com 80 anos e faleceu no Hospital Pró-Cardíaco no Rio de Janeiro de causas ainda não conhecidas.

Nascido em Ribeirão Preto no dia dois de janeiro de 1940, Walter Machado da Silva fez sucesso em grandes equipes e no exterior nos anos 1960, além de ter feito vários jogos pela Seleção Brasileira.

Silva Batuta, ídolo eterno do Flamengo.
Silva Batuta, ídolo eterno do Flamengo.

SILVA BATUTA, REVELADO PELO SÃO PAULO E ÍDOLO NO CORINTHIANS
Revelado pelas categorias de base do São Paulo, onde não teve grandes oportunidades, Silva Batuta teve uma rápida passagem pelo Batatais e no Botafogo de Ribeirão Preto fez um grande Campeonato Paulista em 1962 e logo foi contratado pelo Corinthians, onde fez vários gols e chegou a ser ídolo.

Mas o destaque maior de Silva Batuta foi no Rio de Janeiro, onde jogou no Flamengo, Botafogo e Vasco. No Flamengo atingiu seu melhor momento e conquistou títulos e até hoje é idolatrado pelo torcida.

ATACANTE DE TOQUE REFINADO E ARTILHEIRO
Dono de um futebol refinado, presença de área e conhecido por fazer gols bonitos, Silva Batuta foi jogar no Barcelona da Espanha quando poucos jogadores brasileiros se transferiam para a Europa. Ficou pouco tempo pois teve dificuldades de se adaptar e reclamou de preconceito racial.

Silva, no auge da carreira no Flamengo
Silva, no auge da carreira no Flamengo

Também teve uma rápida passagem pelo Santos e chegou a formar dupla de ataque com Pelé, em 1967 e no Racing da Argentina.

FINAL DE CARREIRA NO RIO NEGRO-AM E VASCO
No final de carreira, Silva Batuta ainda jogou por equipes da Colômbia e Venezuela e disputou o Campeonato Brasileiro de 1973 pelo Rio Negro-AM. Em 1974, ainda fez parte do elenco do Vasco, campeão brasileiro.

Após encerrar a carreira, Silva Batuta formou-se na faculdade de Direito no Rio de Janeiro, mas continuou no futebol e nos últimos anos chegou a trabalhar no Flamengo.

IRMÃO TAMBÉM JOGOU NO CORINTHIANS E GUARANI
Seu irmão, Wanderley, foi atacante do Corinthians, São Bento, Juventus e Guarani, tendo falecido em 1973 quando jogava pelo Operário de Campo Grande-MS.

Silva Batuta será sepultado nessa quarta-feira no Rio de Janeiro em cerimônia íntima para familiares.

FILHO WALLACE TAMBÉM FOI JOGADOR
Silva Batuta teve um filho que foi jogador: Wallace, mas que não teve o mesmo sucesso do pai. Revelado pelo Flamengo em 1986, Wallace foi atacante em equipes como Bangu-RJ, América de São José do Rio Preto, Nacional-AM, Rio Branco-ES, Anapolina-GO, entre outros.