Muros da Gávea amanhecem pichados após Flamengo decidir cobrar por transmissão

Torcedores se revoltaram com a iniciativa do clube de deixar de passar os jogos de graça para cobrar R$ 10 por torcedor

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 04 (AFI) – O anúncio de que o Flamengo vai cobrar para o torcedor assistir a semifinal da Taça Rio contra o Volta Redonda, no domingo, não repercutiu bem entre a torcida. Como resposta, os muros da Gávea amanheceram pichados com protestos contra o presidente Rodolfo Landim.

Entre os dizeres pichados por torcedores no muro estão frases como “O Flamengo é do povo” e “fora Landim ganancioso”, em clara referência à atitude do Flamengo em relação à transmissão da próxima partida.

Muros pichados na gávea (Foto: Reprodução)
Muros pichados na gávea (Foto: Reprodução)
Depois do sucesso que foi a transmissão do jogo contra o Boavista de graça no Youtube, quando mais de 2.2 milhões de torcedores assistiram a partida, o clube mudou sua estratégia e anunciou que o próximo jogo terá um ‘ingresso virtual’ no valor de dez reais para o torcedor comum. Sócio-torcedor não paga.

Nas redes sociais, a revolta também foi grande. Muitos torcedores reclamaram da atitude e lembraram até mesmo que chegaram a doar valores até maiores do que os dez reais na última partida.