Bruno Henrique desabafa após vitória do Fla: "Não é para qualquer um"

O atacante brilhou ao fazer os dois gols da vitória por 2 a 0 para cima do Internacional

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 22 (AFI) - Autor dos dois gols da vitória do Flamengo por 2 a 0 para cima do Internacional na partida de ida das quartas de final da Copa Libertadores da América, o atacante Bruno Henrique teve o nome gritado por mais de 60 mil torcedores que compareceram ao Maracanã na noite desta quarta-feira, entre eles o técnico Tite, e o ex-flamenguista Adriano Imperador.

O jogador viveu uma semana ímpar. Na sexta-feira, foi convocado por Tite para defender a seleção brasileira nos amistosos contra Peru e Colômbia. No sábado, no triunfo por 4 a 1 para cima do Vasco da Gama, Bruno Henrique teve participação efetiva em todos os gols. E, nesta quarta-feira, fez a festa novamente.

"Agradecer a Deus. Semana muito feliz da minha vida. A mais feliz da minha carreira. Sou um cara muito tranquilo. Mesmo com a convocação, não deixei nada tirar meu foco. Continuar trabalhando, porque quem trabalha Deus ajuda. Assim que conseguir ajudar meu time a sair com a vitória nesses primeiros 90 minutos", afirmou o atacante, que agradeceu o carinho dos torcedores no Maracanã.

"Não tem como explicar a sensação de ser aplaudido pela 'Nação'. Não é para qualquer jogador. Tive esse privilegio e hoje estou vivendo um dia muito feliz", finalizou o atleta.

Bruno Henrique foi o cara contra o Flamengo
Bruno Henrique foi o cara contra o Flamengo
NO EMBALO
Assim como Bruno Henrique, o lateral Filipe Luis mostrou estar com os pés no chão mesmo após uma vitória convincente diante do Internacional.

"Depois de tantos anos jogando Liga dos Campeões, tinha esse desejo de jogar a Libertadores. É realmente mais pegado. A gente sabia que o inter era um time perigoso, mas jogamos com muita inteligência e foi muito importante não tomar gols. Mas vimos contra o Emelec que não tem nada ainda resolvido", falou

O meia Gerson, que entrou na partida no segundo tempo no lugar de Arrascaeta, seguiu a linha de seus companheiros. "A gente vem sempre trabalhando para melhorar. Fico feliz de ter contribuído. O time está em boa fase, mas não tem nada definido. Estou feliz por estar voltando a jogar meu melhor futebol", concluiu.

Com a vitória, o Flamengo poderá perder por até um gol de diferença, na próxima quarta-feira, no Beira-Rio, para selar sua vaga à semifinal da Libertadores.